DECISÃO: Ministra do TSE manda tirar do ar vídeo que liga Lula a crimes

Cármen Lúcia atendeu a pedido da campanha de Lula

DECISÃO:  Ministra do TSE manda tirar do ar vídeo que liga Lula a crimes

Foto: Divulgação

 

A ministra Cármen Lúcia, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ordenou, na noite de ontem (16), a remoção de um vídeo publicado no perfil do senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) no Twitter em que o parlamentar liga o candidato do PT à presidência Luiz Inácio Lula da Silva a supostos crimes de corrupção e apoio ao crime organizado. 
 
Ela atendeu a pedido da campanha de Lula, que disse que as informações no vídeo são mentirosas. A ministra proibiu Flávio de veicular novamente esse tipo de conteúdo, associando o candidato a informações inverídicas. 
 
O vídeo publicado pelo parlamentar cita que Lula recebeu R$ 300 milhões em desvios investigados pela Lava Jato e que ele financiou ditaduras na Venezuela e em Cuba, além de se referir ao presidenciável como “apoiado pelo narcotráfico”. 
 
Na decisão, Cármen Lúcia afirmou que nada do que é dito no vídeo possui “suporte em dados verídicos”, tratando-se de "veiculação de mensagem mentirosa, ofensiva à honra e à imagem de candidato à presidência da República”. 
 
Ela estipulou multa de R$ 2 mil por dia em caso de descumprimento da decisão e determinou a notificação do senador para que ele apresente defesa, caso julgue necessário.
 
A Agência Brasil tenta contato com a defesa de Flávio Bolsonaro.
Direito ao esquecimento

Qual você acha que será o resultado do jogo entre Brasil e Croácia na sexta-feira (09)?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

R Q Passos LTDA

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS