BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ARTE: Camarim em Cena entrevista nomes consagrados da cultura no Brasil e no exterior

A série de entrevistas iniciam neste sábado,9, com a atriz Maria Alice Vergueiro, em uma conversa mediada pelo crítico Jefferson Del Rios e pelo ator Luciano Chirolli.

Itaú Cultural

09 de Maio de 2020 às 09:22

Atualizada em : 09 de Maio de 2020 às 09:24

Foto: Divulgação

O Itaú Cultural lança hoje (9) a série Camarim em Cena em sua página na internet. São 16 entrevistas com nomes consagrados nos palcos do Brasil e do exterior, passando pelo teatro, dança, circo e música.

 

“A gente opta por trazer pessoas que têm um histórico de vida e de diálogo com a arte muito forte, muito permeado pelas Cênicas do instituto, diz a diretora de Artes Cênicas do instituto, Galiana Brasil.

 

O primeiro episódio traz a atriz Maria Alice Vergueiro, em uma conversa mediada pelo crítico Jefferson Del Rios e pelo ator Luciano Chirolli. “Ao conversar com a Maria Alice Vergueiro, você conversa sobre o [Teatro] Oficina, sobre o [Teatro do] Onitorrinco, sobre vários movimentos da época. Tudo isso vem junto com essa história”, comenta Galiana sobre como a trajetória da entrevistada é também um pedaço importante da história do teatro brasileiro.

 

Para aproveitar ao máximo a presença dos artistas, foram selecionados entrevistadores com relações históricas ou de pesquisa com os convidados. “O entrevistador, a pessoa que abre essa interlocução é muito importante nessa série. E a gente escolhe com muito carinho e cuidado, quase uma curadoria dentro da curadoria. A gente procura pesquisadores, críticos que têm relação com aquele entrevistado, que vão trazer conteúdo, linha de fundo para essa conversa”, ressalta a responsável pelas artes cênicas no instituto.

 

“O Jefferson é uma pessoa que acompanhou a Maria Alice. Muitas das coisas que ela vai contando, o histórico dela no Oficina, ele viu aqui. Tem uma poética nessas conversas”, exemplifica sobre como essa estratégia de abordagem enriqueceu o primeiro episódio da série. Na entrevista, Maria Alice fala de sua estreia nos palcos, em 1962, com a peça A Mandrágora, sob a direção de Augusto Boal. A partir daí, a conversa chega até os anos 2000, quando a atriz fez o curta-metragem Tapa na Pantera, que teve grande repercussão na internet.

 

Os episódios vão ao ar semanalmente e têm como entrevistados personalidades como José Celso Martinez Corrêa, Grace Passô, Laura Cardoso, Renato Borghi, Angela RoRo e Tadashi Endo. Os episódios que seguem o de Maria Alice Vergueiro, ao longo deste mês, apresentam conversas com Bete Coelho, Cleide Queiroz e Teuda Bara. As entrevistas foram gravadas entre 2016 e 2019.

 

Galiana diz que o núcleo de artes cênicas do Itau Cultural já buscava produzir material para a internet antes da pandemia, mas, agora, o trabalho ganhou centralidade nos projetos. “Já tinha essa provocação. Mas, obviamente que com esse cenário, isso nos atravessa, chega com uma urgência que não estava sendo esperada”, diz.

 

Essa nova frente tem, segundo ela, tido boa receptividade do público. O curso feito por educação a distância, ligado ao festival de teatro universitário organizado pelo Itau Cultural, chegou a ter 900 pessoas inscritas. A formação sobre dramaturgia negra foi ministrada pela atriz e dramaturga Dione Carlos.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS