VÍDEO: Indígenas matam anta a pedradas e geram revolta em Vilhena

"(...) Matar por diversão não faz parte das nossas tradições”

VÍDEO: Indígenas matam anta a pedradas e geram revolta em Vilhena

Foto: Divulgação

Viralizou em grupos no WhatsApp um vídeo gravado ontem na estrada vicinal que dá acesso a uma aldeia nas proximidades de Juína, em Mato Grosso, e que mostra um grupo de indígenas matando uma anta a pedradas. As imagens mostram o grande mamífero agonizando após ser atingido.
 
 
Segundo apurou o FOLHA DO SUL ON LINE, os autores do ataque são da etnia Enawenê Nawê, que vive em uma reserva no Estado vizinho. Frequentemente eles são vistos em Vilhena, onde vêm para fazer compras. Após matar a anta, o grupo teria deixado o animal para trás.
 
 
O site ouviu um velho indígena da família do lendário Marciano Zonoecê, da etnia Parecis, e que ajudou a desbravar Vilhena junto com o Marechal Rondon. O entrevistado, que fará 70 anos em agosto, disse que nunca havia visto tamanha crueldade.
 
 
Para o indígena pioneiro, que nasceu em Vilhena, a anta abatida aparenta ser um filhote, pois não reagiu aos golpes. “Se fosse um animal adulto, teria partido para cima deles”, diz. No vídeo, os índios que a atacaram dão risadas e dizem frases no dialeto de sua etnia, parecendo se divertir com a situação.
 
 
Conforme a apuração feita pelo site junto a membros de outras etnias, os Enawenê Nawê se alimentam basicamente de peixes e de aves, e praticamente não comem carnes de outros animais.
 
 
“Foi muita maldade deles. Índio só mata o que vai comer. Matar por diversão não faz parte das nossas tradições”, garante uma indígena de Vilhena que luta justamente contra a discriminação dos “brancos” ao comentar o caso. A cena chocante foi filmada ontem por um primo dela, que explicou: “quando uma etnia se encontra com outra, só pode olhar. Não pode interferir”.
 
 
CLIQUE AQUI e assista o vídeo
Direito ao esquecimento
Como você classifica a gestão de Cleiton Cheregatto em Novo Horizonte do Oeste?
Professores e policiais militares devem ter direito à isenção de IPVA?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS