SEM CONDIÇÕES: Jovem desempregada e com uma filha vive situação precária em Porto Velho

Sem trabalhar há mais de cinco meses, ela contou que não sabe o que fazer para comprar os alimentos e pagar despesas

SEM CONDIÇÕES: Jovem desempregada e com uma filha vive situação precária em Porto Velho

Foto: Divulgação

 

Kevelyn Bruna Ferreira de Oliveira, 20 anos, tem uma filha de três anos e está passando por necessidades há meses em Porto Velho (RO). Ela mora no residencial Orgulho do Madeira, bloco 3, quadra 599, apartamento 402, zona Leste da capital. 

 
Devido essa situação, Kevelyn procurou a reportagem do Rondoniaovivo, angustiada e pedindo ajuda da população. 
 
 
A jovem mãe disse que está desempregada há mais de cinco meses e que não sabe o que fazer para comprar alimentos, pagar o aluguel, que custa R$ 300 e comprar vestimentas para a filha.
 
“Minha bebê está sem nada e isso é o que mais tem me deixando preocupada. Além de às vezes ficarmos sem ter o que comer, ela foi crescendo e perdeu bastante roupas e sapatos", desabafou a mãe.
 
Kevelyn Bruna e a filha de três anos/ Imagem autorizada pela mãe
 
 
Com o pouco que tem, Kevelyn Bruna, comentou que estava pensando até em vender as coisas, para poder pagar o aluguel e comprar o que precisa.
 
 
"Recebia auxílio de R$ 250 pelo Bolsa Família, porém o cartão foi bloqueado. Esse mês consegui comprar o gás com ajuda de uma pessoa, mas agora estou sem nada dentro de casa para comer", desabafou Kevelyn. 
 
 
Em imagens enviadas à reportagem, mostram a prateleira e a geladeira, praticamente vazias e sem alimentos. 
 
 
 
 
Quem quiser ajudar, pode contribuir pelo PIX 993242462 ou ir até o local onde ela mora para fazer as doações. Os telefones para contato disponibilizados, são: (69) 99218-4584/ 99272-3271. 
 
 
A mulher afirmou que também quer muito arranjar um trabalho ou fazer diárias, para tentar se manter nos próximos dias e buscar oferecer uma qualidade de vida melhor para a filha.
Direito ao esquecimento

Você é a favor ou contra o garimpo no Rio Madeira?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública. Vote quantas vezes quiser!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS