BEBIDA: Novo estudo alarmante culpa o álcool por sete tipos de câncer

O câncer de esôfago representou 189.700 dos casos. O câncer de fígado foi responsável por 154.700. O terceiro mais prevalente, o câncer de mama feminino, esteve presente em 98.300 casos.

BEBIDA: Novo estudo alarmante culpa o álcool por sete tipos de câncer

Foto: Divulgação

Um novo estudo alarmante, publicado na revista científica 'The Lancet Oncology', culpa o álcool por sete tipo de câncer - câncer de esôfago, garganta, laringe, cólon, reto, fígado e mama.
 
O estudo foi conduzido por um grupo de investigadores de instituições de saúde mental e câncer nos EUA, Canadá, França e Nigéria.
 
Embora os investigadores sugiram que diminuir o consumo de álcool pode ser uma estratégia de prevenção do câncer uma das autoras do estudo, Harriet Rumgay, disse que muitas pessoas não estão cientes da relação de causa e efeito entre o álcool e esta doença.
 
"Menos de um em cada três americanos reconhece o álcool como causa do câncer", afirmou. No entanto, os investigadores descobriram que, em 2020, a ingestão de álcool foi um fator em 741.300 novos diagnósticos de câncer.
 
Os 741.300 diagnósticos mundiais desses sete tipos de câncer causados pelo álcool representaram 4,1% de todos os diagnósticos de cancro de 2020.
 
A grande maioria dos pacientes era do sexo masculino - os homens representaram 568.700, ou 77%, do total de casos de câncer atribuídos ao álcool.
 
O câncer de esôfago representou 189.700 dos casos. O câncer de fígado foi responsável por 154.700. O terceiro mais prevalente, o câncer de mama feminino, esteve presente em 98.300 casos.
 
A quantidade de álcool foi o principal fator. Por isso, se beber, beba com muita moderação.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS