RESPONSABILIDADE: Hildon Chaves considera decreto do Governo ‘bizarro’ e vai impedir retorno de festas

O prefeito ainda lembrou que Porto Velho tem sequer metade da população vacinada

RESPONSABILIDADE: Hildon Chaves considera decreto do Governo ‘bizarro’ e vai impedir retorno de festas

Foto: Divulgação

O prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB), se manifestou em suas redes sociais sobre o novo decreto de combate a pandemia publicado pelo Governo de Rondônia nesta última quinta-feira (17). 
 
De acordo com Chaves, a decisão do Governo de Rondônia em liberar a realização de eventos com até 999 pessoas é no mínimo bizarra e deverá ser revogada ainda nesta sexta-feira (18) através da edição de um decreto municipal. 
 
“Entendo que seja no mínimo bizarra a liberação de festas particulares para 1000 pessoas. Amanhã devo editar decreto municipal proibindo tal bizarrice. O momento é de muita apreensão”, afirmou Hildon Chaves. 
 
 
O prefeito ainda lembrou que Porto Velho tem sequer metade da população vacinada e que tomará medidas para evitar não gere consequências letais à população. 
 
Aos moldes do Governo Federal
 
Esse novo decreto do Governo irá fortalecer o protagonismo de Chaves frente a gestão da pandemia na capital do Estado, isso porque ele dá plenos poderes aos prefeitos dos municípios rondonienses à tomarem às rédeas do combate ao vírus. 
 
Desde o início da pandemia o Governo de Rondônia era o responsável absoluto pela gestão do enfrentamento ao vírus, com esse decreto os prefeitos poderão editar seus decretos, porém, deverão respeitar a taxa de lotação dos leitos clínicos e de UTI. 
 
Essa medida retirará um peso imenso das costas do governador, deixando grande parte da responsabilidade para os gestores municipais, assim como acontece na relação entre Governo Federal e governadores. 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS