EM PORTO VELHO: Feirantes e consumidores são orientados a cumprir medidas de prevenção

Ao todo, 318 feirantes comercializam seus produtos diariamente

EM PORTO VELHO: Feirantes e consumidores são orientados a cumprir medidas de prevenção

Foto: Divulgação

 

Na manhã do último sábado (6), mais uma orientação em feira livre foi realizada pela Prefeitura de Porto Velho. Desta vez, na rua Jacy-Paraná com a rua Nicarágua, no bairro Nova Porto Velho. O objetivo é fazer valer as medidas de prevenção contra o coronavírus (Covid-19) e suas variantes.

 

As ações acontecem desde o início da pandemia, de terça a domingo, em todas as feiras pela Secretaria Municipal de Serviços Básicos (Semusb), que tem como foco orientar os feirantes e consumidores quanto ao distanciamento social, uso de máscaras, luvas e álcool gel como medida de segurança.
 
“Nossas equipes foram treinadas para conscientizar a população sobre os meios de prevenção como forma de garantir o funcionamento da feira da melhor forma possível e manter o abastecimento dos lares", explicou o secretário adjunto da Semusb, Aragonêis Lima.
 
O objetivo da ação é fazer valer as medidas de prevenção contra o coronavírus
 
A Semusb realizou o cadastramento e o levantamento de todos os feirantes para ter uma maior noção do espaço físico e número de pessoas em circulação nos locais onde acontecem as feiras.
 
Ao todo, 318 feirantes comercializam produtos que, diariamente, fazem parte do cardápio dos portovelhenses. São produtos como: frutas, farinhas, peixes e verduras, com preços acessíveis e ainda uma opção para uma dieta mais equilibrada e rica de nutrientes que ajudam a fortalecer o sistema imunológico do ser humano contra agentes externos.
 
Dinair Moreira não dispensa os cuidados na hora de ir às compras
 
COOPERAÇÃO E CUIDADOS
 
 
Um exemplo de cuidado é a dona Dinair Moreira, de 64 anos, que mora na região central da Capital e vai à feira comprar o tradicional açaí. Ela faz o uso de proteção para levar o alimento até a sua mesa. "Estou ciente que o momento agora não é de aglomeração. Então, não custa nada manter o respeito com as pessoas que moram comigo e com as outras pessoas que tenho contato todos os dias. Acabei de descartar as minhas luvas, sempre uso os EPIs, álcool gel, máscara e toca", enfatizou Dinair.
 
Feirante há 22 anos, Dionísio Lara confirmou que segue regularmente todas as regras e fez um pedido aos colegas. "Peço aos amigos de feira que procurem ter mais cuidado, ainda mais quando estiverem passando o troco, temos que proteger nossos clientes e nós mesmos, né!?"
 
O fiscal de postura do município, César Melo, disse que além de orientar a população e os feirantes, eles estão autuando principalmente àqueles que usam a máscara da forma incorreta ou desrespeitam as regras de prevenção. "Hoje o nosso foco aqui é averiguar se todos estão respeitando as regras, muitos usam a máscara no queixo, outros só no nariz ou na boca", alertou.
 
REALOCAÇÃO
 
Dionísio Lara diz que segue regularmente todas as regras
 
A partir do último domingo (7), em decorrência do aumento no nível do rio Madeira, fenômeno comum nesse período, a Prefeitura de Porto Velho, atendendo a orientações do prefeito Hildon Chaves, mudou o local da Feira Livre do Cai n’Água, que tradicionalmente acontece no galpão do produtor rural, na Avenida Rogério Weber, para a rua do Prédio do Relógio, sede do Poder Executivo Municipal, localizado na rua Henrique Dias com Euclides da Cunha.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Soneli dos Santos

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS