BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

PAUSA: Clientes da Caixa poderão ficar 6 meses sem pagar parcela da casa própria

Inicialmente, a interrupção seria válida por apenas dois meses. Depois, foi estendida por mais dois meses. E, agora, foi prorrogada novamente

CORREIO BRAZILIENSE

23 de Julho de 2020 às 09:29

Atualizada em : 23 de Julho de 2020 às 17:13

Foto: Divulgação

 

CORREIO BRAZILIENSE - Os clientes da Caixa Econômica Federal (CEF) poderão passar até seis meses sem pagar as parcelas da casa própria. A prorrogação dessa “pausa nos contratos” foi confirmada, ontem, pelo banco.
 
A suspensão dos pagamentos dos financiamentos imobiliários foi anunciada logo no início da pandemia do novo coronavírus para dar um alívio financeiro aos mutuários. Incialmente, a interrupção seria válida por apenas dois meses. Depois, foi estendida por mais dois meses. E, agora, foi prorrogada novamente.
 
Estávamos com uma pausa de 120 dias. Vamos ampliar para 180 dias. Ou seja, 60 dias a mais a partir da segunda-feira, 27 de julho”, anunciou o presidente da Caixa, Pedro Guimarães.
 
O executivo alertou, contudo, que a prorrogação não será automática. Dessa forma, os clientes que desejarem ampliar o prazo de suspensão do pagamento das parcelas devem procurar o banco a partir de segunda-feira. O acordo pode ser feito pelo aplicativo Caixa Habitação ou pelos telefones 3004-1105, 0800 726 0505 ou 0800 726 8068.  
 
Segundo a Caixa, 2,455 milhões de financiamentos imobiliários já tiveram as prestações pausadas desde o início da pandemia. “São contratos do FGTS, do Minha Casa, Minha Vida e do SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo), sendo 87% deles solicitados pelo aplicativo da Caixa Habitação. Ou seja, mais de dois milhões de brasileiros pediram a pausa por um aplicativo”, destacou Guimarães.
 
Ainda de acordo com o banco, as parcelas suspensas já somam R$ 8,6 bilhões. A previsão é de que a prorrogação por mais 60 dias gere um alívio momentâneo de mais R$ 4,46 bilhões para os clientes da Caixa.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS