BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Táxis de Porto Velho vão divulgar pontos turísticos da capital

Táxis de Porto Velho vão divulgar pontos turísticos da capital

Da Redação

29 de Novembro de 2013 às 16:00

Foto: Divulgação

Até o final do mês de dezembro começam a circular pelas ruas de Porto Velho cinquenta táxis com paisagens de pontos turísticos da Capital de Rondônia.
Essa informação foi prestada pelo superintendente de Turismo do Estado, Júlio Olivar. Ele solicitou uma reunião com o prefeito Mauro Nazif (PSB) para pedir o apoio do município à proposta de transformar os carros em cartões postais.
O encontro contou com a presença de representantes das secretarias municipais de Trânsito, Turismo, Procuradoria Geral do Município e representantes da empresa de rádio táxi Nativa Eco, autora do Projeto Marketing Visual dos Pontos Turísticos do Estado.
Ficou definido que a Superintendência Estadual de Turismo vai custear a plotagem dos veículos, além de viabilizar cursos para os taxistas e repassar panfletaria sobre as potencialidades turísticas. Caberá à Prefeitura de Porto Velho regulamentar a proposta que foi apresentada na reunião pelos seus idealizadores. 
Manoel Brito Filho, da Nativa, justificou que a ideia é valorizar o turismo e a ecologia, tendo em vista a preocupação da empresa com a sustentabilidade. “Nossos cartões de visita, notas fiscais, entre outros materiais, são feitos com papel reciclado”, justificou ele.
Com essa iniciativa, a Nativa Eco quer pegar carona na onda otimista da Copa de 2014, conforme Silfarne Benarrosh.“Teremos jogos em Cuiabá e Manaus. Com isso muitos turistas vão visitar Porto Velho”, prevê.
Desde que tomou conhecimento do projeto, o prefeito Mauro Nazif demonstrou interesse em apoiar a iniciativa. "É uma forma criativa de valorizar o turismo, a cultura e o patrimônio histórico".
O superintendente de Turismo, Júlio Olivar, destacou a parceria. “Está sendo fundamental o apoio do prefeito Mauro Nazif porque essa ideia só pode ser materializada com o aval da municipalidade”.
Segundo ele, a novidade pode ser adotada em outras cidades rondonienses, desde que os seus gestores manifestem interesse pela estratégia de marketing que visa fomentar o turismo rondoniense.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS