BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Tesoureiro da Caixa Econômica Federal confessa ter furtado dinheiro de cofre do banco no interior de Rondônia

O servidor afirmou ter pegado do cofre apenas 10 mil reais, mas estima-se que os valores podem ter sido bem superiores, sendo que apenas uma auditoria deverá apurar o real valor desfalcado da agência bancária.

Da Redação

11 de Junho de 2011 às 09:41

Foto: Divulgação

O funcionário da Caixa Econômica Federal do município de Jaru, Omar Vicente, que ocupa o cargo de tesoureiro da referida agência, apresentou a polícia no dia de ontem (10), por meio de seu advogado, um termo de confissão espontânea de crime de furto contra a agência bancária.
Informações ainda extraoficiais do conteúdo transcrito em sua confissão, dão conta de que o servidor se apropriava freqüentemente de quantias em dinheiro que estavam no cofre da instituição, uma vez que por ser tesoureiro, tinha livre acesso as senhas, ao controle das câmeras e as chaves.
Assim que tomou ciência do fato, o delegado da Polícia Civil Dr. Salomão de Matos, compareceu a Caixa Econômica Federal e comunicou o acontecido ao gerente, e aos agentes de segurança do banco. Dr. Salomão destacou que ainda é cedo para precisar os valores furtados, e por se tratar de um crime contra uma instituição pública federal, o caso será apurado a partir de então pela Polícia Federal.
O servidor afirmou ter pegado do cofre apenas 10 mil reais, mas estima-se que os valores podem ter sido bem superiores, sendo que apenas uma auditoria deverá apurar o real valor desfalcado da agência bancária.
Omar, ainda não foi encontrado para prestar maiores informações à polícia. O caso foi encaminhado via ofício para ser investigado pelo departamento da Polícia Federal de Ji-Paraná.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS