ESPAÇO ABERTO: Pesquisadores estudam morcegos de Rondônia para informações sobre covid

ESPAÇO ABERTO: Pesquisadores estudam morcegos de Rondônia para informações sobre covid

Foto: Divulgação

DESDE 1997
 
Há 24 anos, a Universidade de São Paulo (USP) mantém um centro contínuo (ICB5) de pesquisas em Monte Negro, que fica a cerca de 250 quilômetros de Porto Velho. É o único núcleo permanente fora do estado de São Paulo.
 
CORONAVÍRUS
 
Lá são realizados diversos tipos de estudos. O mais recente envolve a coleta de amostras de morcegos e aves para monitoramento de vários SARS-CoV, entre eles o vírus da Covid-19, que tem a sigla científica de SARS-CoV-2.
 
 
08 MESES
 
A atual pesquisa começou em outubro do ano passado, com a coleta de amostras de morcegos e aves para identificar a presença de outros coronavírus e doenças existentes nos animais, para montar um banco de dados, e futuramente, produzir vacinas contra as doenças. 
 
CONJUNTO
 
O trabalho é em parceria com o Instituto Butantan e o Ministério da Saúde. O estudo com morcego é porque ele é um mamífero que é hospedeiro natural de vários SARS-CoV. Da atual pandemia é o SARS-CoV-2, mas existem outros coronavírus.
 
MS
 
O Ministério da Saúde solicitou aos pesquisadores ajuda para identificar quais seriam outros coronavírus que os morcegos têm, pra já ir adiantando uma proposta de vacina.
 
MOVIMENTO
 
Já no caso das aves, elas voam muito de um lugar para outro e podem carregar vírus que são passados pelos mosquitos. Nessas pesquisas em Monte Negro, já foram encontrados em aves o vírus da Febre do Oeste do Nilo. 
 
DOENÇA
 
A Febre do Nilo Ocidental (FNO) é uma infecção viral causada por um arbovírus (mosquito), assim como Dengue, Zika, Chikungunya e a Febre do Mayaro.
 
NORMAS
 
Segundo o coordenador da pesquisa da USP, Luís Aranha Camargo,  a captura dos
animais é licenciada pelos órgãos ambientais e logo após a coleta das amostras, eles são soltos de volta no mesmo local de habitat.
 
OUTRAS PANDEMIAS
 
Luís Aranha também destaca que a ação de destruição do homem na natureza vem provocando sucessivas ondas de pandemias pelo mundo. Outros coronavírus já teriam sido encontrados que agora estão na etapa de identificação molecular.
 
DESCOBERTA
 
Em 2012, o ICB5 descobriu uma espécie nova de barbeiro, inseto transmissor da doença de chagas, em Rondônia. O estudo confirmou que além dos barbeiros já conhecidos pela sociedade científica, uma nova espécie foi encontrada em Monte Negro.
 
PUBLICAÇÃO
 
A descoberta gerou o artigo First Report of Natural Infection with Trypanosoma cruzi in Rhodnius montenegrensis (Hemiptera, Reduviidae, Triatominae) in Western Amazon, Brazil, publicado em julho na revista Vector-Borne and Zoonotic Diseases.
 
CONSTATAÇÃO
 
Estudos com a população moradora dos locais próximos onde os barbeiros foram encontrados indicam inexistência de transmissão da doença. Entretanto, apenas a presença do inseto perto dos domicílios já serve de alerta, pois representa um risco para a população.
 
CONSTATAÇÃO 2
 
Segundo revisão sistemática publicada em 2014, estima-se que o número de casos de doença de Chagas no Brasil, atualmente, gire em torno de 4,6 milhões de pessoas.
 
IMUNDICE
 
Quem transita pelas ruas de Ji-Paraná (RO), já deve ter notado o abandono que o município vive, com relação a coleta de lixo. Tem sujeira espalhada em vários cantos da cidade.  
 
 
SEM CONTRATO
 
A segunda maior cidade de Rondônia está sem coleta de lixo desde o dia 29 de abril, quando o contrato com a antiga prestadora de serviços venceu e não foi renovado.
 
SEM EXPLICAÇÃO
 
Ninguém sabe qual a razão do prefeito Isaú Fonseca não ter assinado a renovação e ter deixado à cidade nas condições imundas em que se encontra.
 
PALIATIVO
 
Para contornar o problema, a prefeitura se uniu a Cooperativa de Trabalhadores de Materiais Recicláveis começou a fazer a coleta. Porém, de acordo com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, a prefeitura e a cooperativa não estão dando conta da coleta, e por isso há lixo espalhado pela cidade. 
 
OUTRO LADO
 
A coluna não conseguiu contato com o prefeito de Ji Paraná que estaria em viagem na Capital Federal. 
 
NOVO MERCADO
 
Os bancos digitais caíram na graça do brasileiro. Um levantamento feito pelo Ipec e pelo C6 Bank constatou que 57% das pessoas com acesso à internet já têm conta em bancos digitais e que a abertura para a experiência se acelerou no último ano.
 
PERFIL
 
Detalhe interessante é a preferência pelo tipo de serviço. Entre os mais jovens, as instituições digitais já superam as tradicionais em volume de transações realizadas. 
 
NÃO HÁ O QUE NÃO HAJA
 
Você já ouvir falar em Licença PETernidade? A Petz, maior rede de petshop do país, apresentou um novo benefício a seus colaboradores: 2 dias livres para quem adotar cão ou gato. Segundo a empresa, a medida é para incentivar a adoção responsável, promover o bem-estar animal e fortalecer as conexões entre pets e tutores.
 
DATA
 
Ontem foi comemorada a luta contra a homofobia, transfobia e bifobia. Foi em 17 de maio, em 1990, que a OMS deixou de considerar a homossexualidade como uma doença. 
 
VOLTOU
 
O empresário Robinson Shiba, fundador das redes de restaurantes China in Box e Gendai, causou comoção ao reaparecer nas redes sociais. Ele postou uma foto em que aparece em uma cadeira de rodas com a mensagem: “Eu voltei!”. Shiba está em processo de recuperação do acidente de moto que sofreu em fevereiro de 2019. Na ocasião, ele foi levado para o hospital Albert Einstein, em SP, e ficou em coma.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

P S Sabara - ME

Papéis Cometa LTDA

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS