INSS: Aposentados e pensionistas têm até dia 30 para fazer prova de vida

Vale lembrar que a necessidade de comprovação foi suspensa de março de 2020 a junho de 2021, como medida de proteção contra a pandemia e, portanto, agora precisa ser retomada

INSS: Aposentados e pensionistas têm até dia 30 para fazer prova de vida

Foto: ILUSTRATIVA

Aqui vai um alerta em relação à prova de vida INSS. Isso porque os aposentados, pensionistas e anistiados políticos civis que ainda não fizeram, junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), a comprovação de vida em 2020 ou em 2021, têm até o dia 30 de setembro para realizar o procedimento.
 
Vale lembrar que a necessidade de comprovação foi suspensa de março de 2020 a junho de 2021, como medida de proteção contra a pandemia e, portanto, agora precisa ser retomada.
 
A prova de vida deve ser feita uma vez ao ano, no mês do aniversário, conforme estabelecido na Portaria nº 244 e Instrução Normativa nº 45, ambas de 15 de junho de 2020.
 
A não realização do cadastramento não implica no cancelamento imediato do benefício.
 
 
Prova de vida INSS
 
A saber, o procedimento deve ser realizado na agência bancária onde o beneficiário recebe o pagamento.
 
Para aqueles que possuem a biometria cadastrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ou no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), podem acessar o aplicativo SouGov.br para consultar a situação da comprovação de vida e obter as orientações para realizá-la por meio deste aplicativo móvel.
 
Além disso, algumas instituições bancárias oferecem alternativas como prova de vida pelo caixa eletrônico ou também por aplicativo móvel.
 
Calendário do procedimento
 
É importante explicar que o prazo varia conforme o mês em que o recadastramento deveria ter sido feito em 2020.
 
Assim, quem faria a prova de vida em setembro ou outubro de 2020 e ainda não fez a atualização deve realizar o procedimento até o dia 30 de setembro próximo.
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS