BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Coluna Momento Lítero Cultural

Por Selmo Vaconcellos

POR SELMO VASCONCELLOS

15 de Maio de 2020 às 10:31

Foto: Divulgação

QUAL A IMPORTÂNCIA DA BIBLIOTECA PARA VOCÊ ?

 


GILBERTO MENDONÇA TELES* - RIO DE JANEIRO / RJ
A minha formação de professor, primeiro de Língua Portuguesa, depois de Filologia e Linguística e, finalmente, de Literatura e de Teoria da Literatura fez com que eu fosse ao longo dos anos selecionando e adquirindo os livros que me eram indispensáveis para o conhecimento das matérias que eu lecionava. Fui também comprando livros de poesia, de conto, romance, teatro, crítica, enfim, livros de que eu precisava e tinha prazer de ler, tanto em língua portuguesa como em línguas estrangeiras (espanhol, francês, italiano, inglês, não se falando nas traduções de obras célebres, que eu precisa conhecer). Paralelamente, o escritor entrou em cena e, à medida que escrevia e mandava os seus livros à crítica, ia também recebendo livros dos autores, dos editores e dos amigos.Assim, desde meus dezoitos anos venho formando e organizando a minha biblioteca que conta hoje com cerca de vinte mil livros. É certo que frequentei as bibliotecas públicas de Goiânia e foi ali que li muitos livros importante para a minha vida de escritor. No Rio de Janeiro, para pesquisar matéria de meus livros de crítica, frequentei bastante a Biblioteca Nacional e a da Fundação Casa de Rui Barbosa.
Hoje, rodeado de livros e selecionando-os para mandar a uma biblioteca da cidade onde nasci (Bela Vista de Goiás), para onde já mandei oito mil volumes, me ponho muitas vezes a pensar na importância que foram os livros e as bibliotecas em minha vida e na vida do homem brasileiro, da importância que estão sendo nos projetos literários que ainda pretendo realizar. Quando se lê sobre as bibliotecas da antiguidade, como a de Alexandria, e quando se sabe do valor de bibliotecas como a do Congresso e das universidades dos Estados Unidos, compreendemos que toda a civilização, toda a ciência e toda a cultura da modernidade têm as suas raízes no saber acumulado nas bibliotecas.
Sobre a minha, eis o que poema que a sua pergunta motivou:

REYNALDO VALINHO ALVAREZ - RIO DE JANEIRO / RJ
As bibliotecas tiveram enorme influência sobre o menino, o adolescente e o jovem que fui, tanto na escola primária, quanto nos antigos cursos ginasial e clássico ou, mais tarde, nos ambientes universitários. Elas me revelaram mundos repletos dos mais atraentes e generosos convites para desfrutar o prazer da leitura, portas abertas para o conhecimento e a imaginação. Para resumir, basta dizer que elas me conduziram e me conduzem a viagens impossíveis de esquecer.

IVES GANDRA DA SILVA MARTINS - SÃO PAULO / SP
Caro Selmo:
Sem ela, não saberia o que fazer. Nem sei se seria advogado ou professor.

MÁRCIO CATUNDA FERREIRA GOMES - LISBOA / PORTUGAL
Grato por lembrar-se de mim na sua pesquisa.
Respondo o seguinte: Uma biblioteca é fonte de pesquisa, de inspiração e de riqueza espiritual. Cada livro é um tesouro que reúne a sabedoria que um indivíduo acumulou em sua experiência vital. Representa o trabalho do intelecto, o empenho de alguém que acredita no ideal humano e na necessidade das ideias estéticas para a saúde mental da humanidade.
Uma biblioteca é uma farmácia de remédios para o espírito.

ANTÔNIO CARLOS SECCHIN - RIO DE JANEIRO / RJ
Devo praticamente toda minha formação inicial às bibliotecas públicas. Recordo, com especial carinho, a Biblioteca Regional de Copacabana, onde, na década de 1960, devo ter sido o mais assíduo e entusiasmado leitor.

ILDÁSIO TAVARES - SALVADOR / BA
A biblioteca é importantíssima para mim, não só como uma fonte renovável de livros, mas como uma matriz constante de consulta e de pesquisa. A biblioteca também leva o livro de forma acessível para todos e distribui e democratiza a cultura.

ANIBAL BEÇA - MANAUS / AM
Como operário da palavra e soldado da Causa cultural, a biblioteca é minha fonte constante de busca e pesquisa para meus escritos. Seja em prosa ou poesia. Mas, mesmo que eu não fosse um trabalhado das letras seria consequentemente um ávido leitor. Agora mesmo, como presidente do Conselho Municipal de Cultura de Manaus, desenvolvo campanha para dotar a cidade de novos pontos de leituras e bibliotecas comunitárias. Creio, que sem a vontade da comunidade é muito mais difícil se instalar qualquer projeto nesse campo. A comunidade tem que ser coresponsável juntamente com o poder publico. Fiquei, deveras, arrepiado com a noticia de fechamento de bibliotecas em S.Paulo. É a barbárie pouco a pouco se instalando. Uma pena. Mas, para mim e outros muitos, sei, a luta continua!!!

ANDERSON BRAGA HORTA - BRASÍLIA / DF
A biblioteca é, para o escritor, meio (num sentido quase uterino) e fim. Nossos livros, como artefatos de palavras, começam nela e nela repousam. Um verdadeiro universo, borgianamente falando.

ASTRID CABRAL - RIO DE JANEIRO / RJ
a biblioteca é uma necessidade vital para todo escritor que se leva a sério, pois somos também inveterados leitores aprendendo com os mestres, nos apossando do tesouro da tradição.
Se a gente dispusesse, como nos Estados Unidos e em outros locais do primeiro mundo, de bibliotecas públicas de fácil acesso não precisaríamos de mantê-las em casa. É um recanto de muita poeira e um desafio para os alérgicos que nem eu. Mas é sempre um conforto puxar da estante, a qualquer momento, um livro de que a gente sente necessidade prática (dicionários, mapas, livros didáticos) ou de que a gente precisa para matar a saudade, conferir a memória, dirimir as dúvidas.
Sair de casa e enfrentar as burocracias institucionais é também perda de tempo, portanto, até hoje não me dispus a abrir mão da minha que anda perto dos 8.000 exemplares.
Embora a internet já ofereça uma quantidade grande de textos virtuais, e disponha de alguns dicionários no computador, sou viciada no papel. Este me dá insubstituível conforto e prazer. Só mensagens curtas consigo usufruir na tela do computador. Acho impensável ler um romance, ou um ensaio, no computador.
Penso que toquei no que me parece essencial. Desculpe a minha pressa e aceite o abraço afetuoso da colega de ofício.

SONIA SALES - SÃO PAULO / SP
Para poder explicar a importância da biblioteca para mim, vou lhe contar uma história:
Meu pai era grande intelectual e um dos mais respeitados juristas do Rio de Janeiro, com muitos livros de Direito publicados. Possuidor de uma belíssima biblioteca, ele tinha um método muito engraçado de me fazer livros de boa qualidade. Sempre os colocava nas estantes em duas fileiras, na da frente os que deveria ler, na de trás os proibidos. Como sabia que a minha curiosidade me faria ler exatamente os proibidos, lá escondia os melhores autores e os livros que serviriam para a minha formação. Assim, adquiri o hábito de ler e de uma forma divertida.
A Biblioteca, é um dos mais importantes meios para a formação de um caráter, escritor ou não, temos a obrigação de conhecer a nossa língua.

LUIZ OTÁVIO OLIANI - RIO DE JANEIRO / RJ
A biblioteca é o espaço de excelência da cultura. Não se constitui, conforme a gramática normativa, apenas no coletivo de livros, mas sim no berço de toda a cultura que o homem produziu ao longo dos séculos.
Nada é mais interessante do que observar quando visitamos as pessoas nos lares delas se dispõem ou não de biblioteca. Se houver livros, é porque aquela casa tem uma relação muito íntima com a leitura. Porém, se não houver livros...
A biblioteca acumula, em seu bojo, as obras que sintetizam a cultura, sendo esta uma manifestação humana, uma vez que só um animal racional tem condições de produzir algo que transforme a natureza.
Falar da importância da biblioteca é como mencionar quão vital a água é para a vida. Trata-se de uma relação que devia merecer mais cuidado por parte dos governantes. Não se pode falar em crescimento do País, em acesso a obras, em divulgação da ciência e das artes sem que se perpasse pela educação.
Todos sabem que o livro é caro no Brasil, porém não adiantam medidas paliativas como realizar mil bienais, lançamentos de livros, festas e congressos de literatura. O fundamental é criar um público alvo amante da leitura, das artes e da cultura. E como isso pode ser feito? Uma única resposta: somente através da educação, da valorização do magistério. No entanto, há de se exaltar que esta tarefa não surtirá efeitos de um dia para o outro. E para que ocorra de fato, será essencial dignificar os professores, hoje tão aviltados com salários execráveis. Só com a distribuição de renda, o trabalho, o lazer, a cultura para todos será possível alterar mentalidades.
No dia em que os homens se convencerem de que a educação é peça chave para o crescimento de uma nação e não apenas mero assunto a ser debatido em campanhas eleitorais, ocorrerá uma grande transformação social e o brasileiro que ainda se envergonha do analfabetismo e da fome terá o livro na cesta básica. Talvez cada um possa ter uma pequena biblioteca em casa.

HUGO PONTES - POÇOS DE CALDAS / MG
Claro que a biblioteca tem uma importância fundamental numa sociedade que se quer civilizada e culta.
Se a pergunta não tiver um caráter genérico, respondo que - para mim - a biblioteca tem importância pelos
serviços que presta à pesquisa.

CLOTILDE TAVARES - JOÃO PESSOA / PB
Bem, eu moro dentro de uma biblioteca. Fui juntando livros ao meu redor e hoje vivo assim: cercada de livros por todos os lados. Quando eu morrer e chegar no Céu, a minha primeira pergunta a São Pedro vai ser: "Onde é a biblioteca? E a livraria"? Se por acaso eu for para o Inferno não vou me aperrear; o Inferno é cheio de "lan-houses" e de qualquer uma eu acesso o Google, com todas as bibliotecas do mundo, incluindo a do Vaticano.

LUIZ DE AQUINO - GOIÂNIA / GO
É tão importante e indispensável quanto todo o equipamento da vida: estradas, ruas, rios, chuvas, sol e céu, praças e verde. Dir-me-ão os contestadores, os que adoram contradizer, que importante é o livro, e não a biblioteca; dir-lhes-ei eu que o livro é árvore; a biblioteca, a floresta. Individualmente, o livro é importantíssimo, tal como a árvore que nos dá frutos e sombras; a biblioteca nos dá a vida, tal como a floresta.
Há quem viva sem florestas? E sem bibliotecas? As pessoas menos avisadas (ou menos informadas; ou mal formadas) dirão que vivem, sim, sem florestas e sem bibliotecas. Mas as que lhes favorecem as vidas, facilitando-as, sabem muito bem que isso não é possível.

RICARDO ALFAYA - RIO DE JANEIRO / RJ
Oi Selmo, para mim pessoalmente, as bibliotecas têm sido fundamentais ao longo de minha vida tanto como fonte de pesquisa quanto como locais para os quais remeto as publicações que edito e também outros livros, quando necessário.

EURÍDICE PESSOA “HESPANHOL” - RIO DE JANEIRO / RJ
Uma Biblioteca para mim tem a importância de uma vela na escuridão. E dependendo do tamanho e do acervo, pode ser uma estrela, nesse nosso infinito cultural e apagado, onde o analfabetismo é real e funcional!

DALVA AGNES LYNCH - SÃO PAULO / SP
Uma biblioteca é algo imprescindível! Para pesquisa, estudo, lazer - nunca se poderá comprar todos os livros que se queira. A única maneira é recorrer a bibliotecas.

CONCHA ROUSIA - CORUNHA / GALIZA
Uma biblioteca, e esse lugar onde, a traves da palavras escrita, um pode viajar sem sair do sítio. Pode ir ao passado, pode ir ao planeta fantasia, particularmente nos anos infantis... A biblioteca permite a presença dos que estão ausentes... Eu sempre imagino as bibliotecas como lugares silenciosos, onde as pessoas presentes ficam caladinhas para que os ausentes, os autores dos livros, possam ser ouvidos a través das leituras... A biblioteca é também esse lugar que nos permite estudar, reflexionar e fomentar o contacto com nosso mundo interior fora do mundanal ruído das cidades... A biblioteca é o templo do livro, que a sua vez é o refugio da palavra, da palavra que foi dita para permanecer... A biblioteca para mim tem sido lugar de estudo, de meditação, de encontro comigo própria... A biblioteca é, para além de um recurso com multitude de serviços, o reconhecimento público da importância da cultura escrita; é uma homenagem a dimensão intelectual dos colectivos humanos. É um chamamento à leitura, um convite a cultivar as letras e cultivar-se um próprio. As bibliotecas são também uma espécie de embaixadas, eu lembro ter estado morando no estrangeiro e encontrar nas bibliotecas lugares nos que me sentir em casa... Verdadeiros refúgios...

FIDÉLIA CASSANDRA - CAMPINA GRANDE / PB
Uma biblioteca é importante, pois guarda a alma, as descobertas e os segredos dos homens, mesmo depois que eles morrem.

JOSÉ VALDIR PEREIRA - VÁRZEA ALEGRE / CE e PORTO VELHO / RO
A biblioteca é o point de encontro entre o escritor e o leitor, onde têm a oportunidade de baterem um delicioso papo através dos livros. É, a biblioteca, a casa que favorece a democratização da cultura...Então, um lugar, um espaço de importância inestimável para o desenvolvimento da pessoa e da sociedade.

SALOMÃO SOUZA - BRASÍLIA / DF
Numa biblioteca estão todas as paixões e vitórias humanas. A cidade que não tem uma biblioteca deixa seus habitantes com menos possibilidades de ampliar suas paixões e suas vitórias, pois a leitura amplia a força imaginária, a resistência para a vida. A cidade que tem uma biblioteca está ao lado de todas as cidades do mundo. Ai! numa biblioteca nenhum homem está solitário!

FÁBIO FABRÍCIO FABRETTI - RIO DE JANEIRO / RJ
Uma biblioteca é uma cidade de pensamentos.

MARCELO MOURÃO - RIO DE JANEIRO / RJ
Pra mim uma biblioteca é uma fonte de vida. Dela me alimento, dela tiro minha própria respiração. Ela é a fomentadora das ideias pra livros e poemas e romances que escreverei no futuro. É dela que me alimento sim e depois vou digerindo e regurgitando tudo na forma de novas letras, versos, poemas e canções. É a informação que também me salva e não só me dá sustentação. Se nunca me droguei, se nunca me matei, se nunca fiz amor sem camisinha, devo aos livros e às bibliotecas a minha proteção. Meu escudo, minha fortaleza, minha redoma de vidro, minha proteção. Como deixo a perceber por todos, livros e bibliotecas são três quartos de toda minha vida e uma das minhas maiores obsessões.

LUH OLIVEIRA - ILHÉUS / BA
Você é show, amigo! Sabe que estou lutando para que abra uma biblioteca numa das escolas públicas em que leciono? O Governo manda uns livros, mas não há local pra colocá-los, então ficam guardados. Fiquei indignada quando vi tantos livros interessantes guardados há anos sem nunca terem sido lidos! Depois da semana do livro este ano, estamos organizando um Círculo da leitura e tentando organizar uma biblioteca. Tudo a ver com o que você perguntou hoje.
A importância da Biblioteca?
Eu acredito que a Biblioteca seja o lugar onde há o encontro com o mundo inteiro. É um ambiente mágico em que livros e mais livros são nobres e querem fazer parte da nossa vida. Feliz daquele que pode ir a uma Biblioteca. Feliz da criança que tem uma biblioteca em sua escola. Ainda hoje via uma reportagem sobre uma biblioteca fundada no sertão da Bahia, num local humilde, mas que já transformou a vida dos moradores.
Então, pra mim, a Biblioteca é de suma importância para a cultura de um lugar.

JIDDU SALDANHA - CABO FRIO / RJ
Para mim, a biblioteca representa um espaço de democratização do saber. Uma biblioteca pública tem o sentido de convergir os cidadãos da cidade para uma área neutra onde se distribui "aleatoriamente" o conhecimento.
Uma biblioteca privada, quer seja de uma empresa ou de uma família, representa a conexão entre o público e o privado, sempre no sentido de fazer circular o conhecimento que é um bem guardado a todos por direito.

TÂNIA DINIZ - BELO HORIZONTE / MG
Sem dúvida o mais maravilhoso e necessário trabalho, em prol da cultura e arte, é a criação e manutenção de bibliotecas.Memória dos tempos, casa das letras, clima de arte e conhecimento, sabedoria! tudo de bom!!!! Me fascinam!

VÂNIA MOREIRA DINIZ - BRASÍLIA / DF
Nasci amando as bibliotecas da casa de meu pai e meu avô, lá passando horas. A biblioteca é o repertório do conhecimento. Nelas acho que aprendi mais dos que no colégio e cursos complementares, sou uma leitora compulsiva.
A biblioteca só tem essa importância quando é disponível para o maior número de pessoas. Acho tão importante a biblioteca que estou incentivando com a contribuição de mais de 400 livro para a formação de um minibiblioteca em uma farmácia onde os livros são disponibilizados para leitura no local ou na casa do leitor.
No Brasil temos mais de 5600 municípios. Como seria importante que cada município disponibilizasse uma biblioteca comunitária!

ANNETH SANTOS – PIEDADE/SP.
Em resposta a sua pergunta,tenho em minha vida uma curiosidade referente a leitura em geral.
Eu estudei em escola apenas até a terceira série (primária) meu pai dizia q mulher não precisava estudar,apenas em 1994 fiz eliminação de matérias, e em apenas 2 finais de semana tive a conclusão do primeiro grau,pra fazer um curso de aperfeiçoamento em minha profissão,ou seja,li e leio muito pra me atualizar,pra escrever.Eu saí da escola mas não deixei de aprender,de buscar saber,tenho hoje em minha casa uma minibiblioteca, leio sempre,quando criança não tive acesso a livros então eu lia jornais e revistas velhos,rótulos,ou seja tudo me caísse as mãos,creio q a importância de uma Biblioteca na vida de um estudante (ou não) é de uma importância incalculável pra que se crie uma sociedade questionadora,mais ativa,pensante e na opinião menos acomodada.

RODRIGO OCTÁVIO PEREIRA DE ANDRADE ( RODRIGO POETA ) - CABO FRIO / RJ*
A Biblioteca foi importante para minha vida no Ensino Médio, na Faculdade e hoje é parceira comigo e com o Grupo P.R.O.C.E.S.S.O, promovendo cultural, arte e conhecimento pela minha cidade. Agradeço muito as bibliotecas de minha estrada poética, pois elas foram e são fundamentais para meu eterno aprendizado e que hoje auxiliam os meus aprendizes da poesia e os meus alunos de minha história de vida!
Muito boa essa iniciativa.
*Membro do Grupo P.R.O.C.E.S.S.O de Poesia de Cabo Frio-RJ.
*Membro da Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo-RJ.

ROGÉRIO SALGADO - BELO HORIZONTE / MG
Uma biblioteca sempre terá sua importância, pois é através de bibliotecas públicas e nacionais que se resguardam a história dos poetas e escritores de todos os tempos. Porém, muitos cultuam uma biblioteca caseira como bibelô ou enfeite, sem ter ao menos lido um exemplar da estante. Apesar de ter uma biblioteca em casa, da qual li praticamente todos os livros, em relação a poesia, por exemplo, prefiro-a fora da estante, sendo falada, gritada e recitada nas ruas, nas escolas, nas praças e onde mais se puder poetar com a força dos pulmões, do que vê-la estagnada numa estante.

NEUSA ZANIRATO - SÃO PAULO / SP
Biblioteca é um universo de cultura e sonhos, disponível para qualquer pessoa que tenha sede de saber, conhecer, reconhecer, aprender, sonhar, viajar... Não faz distinção de raça, credo, classe social ou posição política. É a história da vida, do mundo, é o conhecimento e a informação, o saber e a ficção, é a forma maior de democracia da aprendizagem.
Diria ainda mais, talvez por ser uma apaixonada por livros, que é um templo sagrado. Pudessem os governantes ter consciência da importância de uma biblioteca para cada comunidade, valorizá-la, enriquecê-la, dar o devido reconhecimento aos funcionários que a elas se dedicam e a preservam! Creio que assim ajudariam imensamente na formação de nossos jovens, na formação de uma geração mais consciente, informada e preparada para lutar por um mundo melhor, mais fraterno, um mundo de paz e solidariedade, de cultura e conhecimento.
Abraços, poetamigo, e parabéns por essa pesquisa!

ELAINE PAUVOLID - RIO DE JANEIRO / RJ
Total, sem ela nunca teria me tornado escritora.

MANO MELO - RIO DE JANEIRO / RJ
Biblioteca particular é saber que você está com maior amigos em casa. Uns mais próximos, outros nem tanto. E cada um deles tem muita coisa pra lhe dizer. Biblioteca Pública é estender esta amizade, abrir o conhecimento para todos

ELIANE ACCIOLY FONSECA - SÃO PAULO / SP
Nasci numa biblioteca...literalmente, meu pai lia muito.
Meus avós também.
Minha mãe também lia, mas preferia o piano, o que não é de todo mal. (Risos).
Passei a vida cercada de livros.
Continuo com eles, e sem eles não sei viver.
Passei este hábito para minhas filhas e agora meus netos são apaixonados por livros.
Quando preciso saber acerca da Vida, da ligação do homem/mulher com o Cosmos, do Universo, do Amor é à Literatura que recorro.
Fico muito arrasada quando sei tantas pessoas no nosso Brasil sem acesso aos livros.
Livros são pão para a Alma e para o Corpo.

MÁRCIA SANCHEZ LUZ - SÃO PAULO / SP
Acredito que o ser humano tenha duas fontes de alimento - uma para o corpo e outra para o espírito. Nosso corpo é como uma roupa que trajamos por um determinado período, quando nos encontramos aqui na esfera terrena; deste modo, ele precisa de cuidados. Nosso espírito, porém, é atemporal e necessita de cuidados permanentes. Alimentá-lo é nossa missão. E o que é alimento para o espírito, senão as diversas fontes de conhecimento que fazem com que haja evolução espiritual contínua?
Talvez você esteja se perguntando: "Mas o que isto tem a ver com minha pergunta?"
Bem, não concebo o ser humano como um mero corpo que chega e depois parte. Não compreendo o universo em caos permanente. Entendo, sim, que temos uma missão; e para cumpri-la é preciso ter consciência de nossa existência e de nosso papel num determinado "enredo" social. E de que maneira podemos atuar no meio em que vivemos? A partir da certeza de que não somos meros espectadores no mundo, que somos agentes de nossa existência. E como adquirimos esta consciência? A partir da leitura. Quem lê, constrói conhecimento, descobre um mundo até então desconhecido; conhece a história da humanidade, desperta o desejo de fazer sua própria história e mudar a situação existente. A leitura nos leva a lugares nunca antes imaginados; faz-nos sonhar e lutar para a realização de tais sonhos; capacita-nos ao exercício da cidadania. Através da leitura nos fortalecemos, pois novas palavras vão surgindo e se incorporando ao nosso vocabulário, fazendo com que tenhamos cada dia mais argumentos para lutarmos por nossos ideais. Finalizando: acredito que a leitura seja o alimento fundamental para nosso espírito.

CHRIS HERRMANN - ALEMANHA
A Biblioteca é o mais importante acervo cultural de um povo. É preciso amá-la e conservá-la com muito carinho. É através dela, seja a tradicional ou virtual, garantimos a perpetuação do conhecimento até o momento alcançado às novas gerações, estimulando ainda mais o progresso intelectual em todas as áreas.

IDALINA CARVALHO - CATAGUASES / MG
A importância da biblioteca? Nossa!!! Importante como o ar, como a água. Minha vida seria medíocre sem os livros.

JOÃO PAULO DAS VIRGENS - VILHENA / RO
Meu nobre amigo e Poeta Selmo um grande abraço e será um prazer responder a esta pergunta, pois ela me transporta para minha infância e adolescência, quando aprendi ainda no curso primário o prazer pela leitura através das obras de Monteiro Lobato, José Mauro Vasconcelos, Mark Twain, e logo depois Machado de Assis, Jorge Amado, Érico Veríssimo, Raquel de Queiroz, Cecília Meireles, José de Alencar, Eça de Queiroz entre outros.
Minha casa era uma construção antiga, estilo Vitoriano, com nove quartos, salas de visita, sala de musica, um enorme quintal com diversos pés de frutas, (um paraíso para qualquer criança ou adolescente) em frente à praia da Ribeira em Salvador-Ba e a família numerosa com diversos primos vindos do interior para estudarem na Capital e diversos tios que minha avó mantinha sempre perto mesmo depois de formadas suas próprias famílias. E entre tantos cômodos, no primeiro andar tinha uma grande biblioteca e escritório com três janelas dando para o mar. Foi ali que comecei o gosto pela leitura, principalmente para acompanhar meus primos e seus amigos mais velhos, que estavam se preparando para o vestibular e tinham que lerem diversos livros, que eu aproveitava para também devora-los com o intuito de poder participar da turma.
Mais tarde nos mudamos para o centro de Salvador e bem próximo do nosso apartamento ficava o Gabinete Português de Leitura, uma obra espetacular, datada de séculos atrás, com um acervo literário inestimável. E também a Biblioteca Publica da Bahia que tinha sido inaugurada pelo Acadêmico Luiz Viana Filho, e era uma das mais completas do Norte e Nordeste do Brasil. Entre estes dois prédios eu passei tardes maravilhosas, lendo o que me chegava as mãos e deixando “encucado” meus amigos com quem muitas vezes deixava de ir ao cinema, ou permanecer mais tempo na praia, ou mesmo dar os primeiros passos de skate pelas ladeiras do Boulevard América, para passar as tardes nas Bibliotecas e Museus da Bahia.
Aqui em Rondônia frequentei muito a Biblioteca Francisco Meireles comandada pela inigualável Glorinha Valadares e a Biblioteca Pontes Pinto (acho até que deram fim ao acervo) que hoje se não me engano esta desativada.
A Biblioteca para mim representa todo um mundo novo que nos espera para desbravá-lo, enriquecer-nos, tornando-nos grandes, onde o conhecimento é o infinito.
Um abraço meu Poeta.
Vilhena, 27 de abril de 2008

ANITA COSTA PRADO - SÃO PAULO / SP
Uma biblioteca é fonte de pesquisa, mesmo em tempos modernos, onde várias consultas literárias podem ser feitas via computador.
Por outro lado,é a possibilidade de leitura para quem não tem condições de adquirir esse ou aquele livro.
No entanto, não adianta a biblioteca em si; é preciso trazer mais e mais pessoas para dentro de suas dependências ou "levá-la", como é feito em alguns locais; em São Paulo, uma estação do metrô tem uma unidade-biblioteca.
Antes ou depois de pegar o trem, as pessoas passam lá e pegam os livros, ou mesmo devolvem os que já foram pegos e lidos.
Portanto, a importância da Biblioteca é inquestionável mas ela tem que se tornar atraente e estar próxima, cada vez mais próxima do leitor.

DORONI HILGENBERG - MANAUS / AM
Uma biblioteca significa livros, estudos e pesquisas. Ela é importante porque traz cultura e nos deixa mais sábios, mais educados e mais altruístas.

NELSON TANGERINI - RIO DE JANEIRO / RJ
As bibliotecas não guardam só a história literária da humanidade. Elas guardam a História da Humanidade. Muitas delas vêm sendo destruídas, ao longo tempo, por regimes totalitários. Muita coisa se perdeu no Egito, em Portugal, Irã, no Afeganistão, na Alemanha nazista, no Iraque invadido, na América do Sul. A humanidade luta, enfim, para que esses tesouros não se percam".

JOCIMAR BUENO - BELO HORIZONTE / MG
Biblioteca é um mundo dentro de um mundo dentro de um mundo dentro de um outro mundo.
Nunca haverá outra forma de se ler tão gostosamente quanto em um livro original.
Nada substitui a magia de uma página virada, os dedos buscando a continuação e o coração absorvendo o aroma de papel novo, ou velho, nós marcamos um livro com nossas sensações, emoções digitais e o livro faz o mesmo conosco...


LUCIENE FREITAS  - RECIFE / PE
A biblioteca é uma porta aberta para o conhecimento de outros mundos, basta abrir um livro, mergulhar na historia e a viagem acontece. Um mundo novo se abre. A mente das pessoas que gostam de ler é mais aberta, mais desenvolvida.
Desculpe-me a falta de acentos, estou nos EEUU.

NELI VIEIRA - SANTO ANDRÉ / SP
A biblioteca é importante para mim porque através dela se conhece o passado.
Só assim podemos CRIAR no presente...porque o NOVO não é a superação do já existente.
Um único ser, pode superar toda a história existente em uma única biblioteca? ou o passado do mundo? - Não!
Quem diz que o NOVO inexiste, que tudo o que
se imagina já foi criado,que a arte morreu,que os livros no futuro estarão só nos computadores etc... Não notou ainda que a história existe e sempre existirá independente do suporte; justamente para nos ensinar:
O que já foi criado e está ao nosso alcance serve de base e nos desafia a encontrar o NOVO na superação de nós mesmos.

REGINA LYRA - JOÃO PESSOA / PB
A Biblioteca tem uma importância indiscutível.
As pessoas vão em busca do conhecimento na fonte.
Os educadores orientam seus alunos a ida à Biblioteca
na procura dos livros que interessam e somam, promovendo
a vontade de ler, discutir, refletir, criticar com embasamento teórico.
Um lugar sem biblioteca é como um rio sem ponte.
Viva a leitura!

KARLA SABAH - RIO DE JANEIRO / RJ
Para mim, que estudei em escolas públicas e fui criada sem pai, sem as bibliotecas públicas, regionais ou federais, eu não seria o que sou hoje.
Usufruí de todos os recursos do Estado que eram disponíveis para me tornar uma cidadã brasileira. E a existência das bibliotecas foi fundamental nessa época, em minha vida.
Me eduquei pegando livros emprestado ou consultando-os lá mesmo.
Estar no silêncio das bibliotecas, entre estantes e mais estantes, gigantes, e muitos livros, é como viajar milhas e milhas, estando simplesmente ali, sentada, quieta. Na cabeça um turbilhão de ideias e os olhos atentos, devorando palavras.

BÁRBARA LIA - CURITIBA / PR
A primeira Biblioteca que conheci era de vovô, um advogado que viveu
no Norte do Paraná. Os livros dele e os versos que minha avó e meu
pai diziam plantaram em mim a semente da poesia. Em Curitiba eu me
sinto em casa na Biblioteca Pública, e fico triste só ao pensar que em
muitas cidades e vilas não existem livros. Por mais que a Internet seja
um advento importante, só o livro enfeitiça e ainda me rapta para
lugares que preciso conhecer, palavras que preciso ouvir para seguir
sendo poeta e sendo gente.

BETTY VIDIGAL HASTING “LIZ VIDIGAL” - SÃO PAULO / SP
Biblioteca pública: na infância, importância crucial. Eu passava todas as tardes lá. Lia um livro inteiro, levava outro pra casa, devolvia no dia seguinte. Devorava dois livros por dia.
Quando tinha 11 anos me autorizaram a ler os livros pra adultos, porque eu tinha lido TUDO dos infanto-juvenis.
Lembro q um dia o governador -- q nem vou dizer quem era porque é um político q detesto -- esteve lá e foram me procurar pra apresentar a ele, a menina q lê tudo. Justo nesse dia eu tava na sala de revistas, grande frustração pra bibliotecária, dona Idê. Me apresentou assim mesmo, mas claro q a coisa perdeu o impacto.
Diziam q eu era "intelectual", mas hoje acho q eu apenas tinha sede de ficção.
Hoje em dia, só vou a bibliotecas pra pesquisar. Em geral, as das universidades.
Lá em casa tínhamos uma grande biblioteca, 3 paredes de uma sala cobertas de estantes de alto a baixo. Tinha um cara q ia uma vez por mês limpar os livros, subia numa escada, pegava de um em um, passava uma pincelada de querosene na página de rosto de cada livro pra não dar traça.
Um dia meu pai percebeu q estavam faltando muitos livros raros e preciosos, primeiras edições, antiguidades. Dispensou o cara do querosene.

GRAÇA GRAÚNA – JOÃO PESSOA/PB.
Selmo, estou divulgando sua pesquisa sobre a importância da Biblioteca, no meu blog www.ggrauna.blogspot.com
Veja o texto:
Um lugar sedutor
O poeta Selmo Vasconcelos, natural de Bangu – Rio de Janeiro, lançou no Orkut uma pergunta para uma pesquisa que ele está fazendo. Aos amigos ele perguntou:
QUAL A IMPORTÂNCIA DA BIBLIOTECA PARA VOCÊ ?
Eis a minha resposta:
Selmo, poetamigo, eis a minha humilde impressão da importância que tem a Biblioteca para mim: uma das visões mais bonitas que eu já li a respeito da biblioteca é que à noite ela pode se parecer com um navio todo iluminado; esta é a visão do grande leitor e escritor Alberto Manguel. Ele tem uma maneira original de nos aproximar dos livros e ao ler a obra dele “A biblioteca à noite”, veio um estalo de que todos(as) nós somos ou poderemos ser eternos viajantes e amantes que se encontram no grande porto que é a literatura e no lugar sedutor que é a Biblioteca.
Nordeste do Brasil, 29.abr.2008.

MARISA ZANIRATO - ASSIS / SP
Para mim, as bibliotecas são indispensáveis. Mesmo que tenhamos o hábito de comprar livros, nem sempre é possível ter todos os que gostaríamos de ler ou consultar.
Para aqueles que ainda não tem o hábito da leitura, o contato com os livros das bibliotecas públicas é um estímulo a mais para a aquisição e desenvolvimento desse hábito.

YONNE SANTIAGO - CAMPO LIMPO PAULISTA / SP
"Se tiveres uma biblioteca como jardim, tens tudo" (Marco Túlio Cícero)
Faço minhas as palavras dele.

BELVEDERE BRUNO - NITERÓI / RJ
A biblioteca é muito importante para todos nós que cultivamos o hábito da leitura e pesquisa. Atualmente a internet vem atendendo relativamente bem e apesar de preferir o livro impresso,sinto que a procura através da rede vem crescendo e por vezes temo sobre o futuro das bibliotecas. Dizem que até os livros de papel vão acabar....(snifffffffffffffffff)

MÁRCIA MONTEIRO LEITE - RIO DE JANEIRO / RJ
Toda a importância. Livros são imprescindíveis no desenvolvimento cultural, social e emocional do ser humano. O conhecimento alheio, o partilhar de sentimentos do outro, aprender, reconhecer-se, é crescimento. E estamos todos aqui para isso.

THEREZA CHRISTINA MOTTA - RIO DE JANEIRO / RJ
Uma biblioteca é importantíssima para a formação do escritor. A leitura é um hábito e por isso deve ser incutida na criança desde cedo, se seus pais demonstram que leem e preservam seus livros, bem como frequentam bibliotecas públicas, em busca de livros que não podem comprar. A biblioteca é fundamental para a formação do cidadão, para o formador de opinião, para a permanência e evolução do conhecimento.

IVALDA MARROCOS - PORTO VELHO / RO
Importância de uma biblioteca para mim: se for pública - acesso gratuito a títulos variados; particular - consulta imediata a livros imprescindíveis à minha profissão e acesso imediato ao prazer, no caso de literatura.

LILIAN MAIAL - RIO DE JANEIRO / RJ
É a perpetuação das viagens do homem em todas as suas dimensões.
Através das bibliotecas o homem deixa a sua trajetória.

 

TCHELLO D’ BARROS - BELÉM, PA

É o lugar mais importante de uma cidade

 

SALGADO MARANHÃO - RIO DE JANEIRO, RJ

Foi uma libertação na minha vida. sem a Biblioteca Anízio Brito, em Teresina, eu não seria o mesmo.

 

PEDRO LYRA - CAMPOS DOS GOITACAZES, RJ
Para mim, a biblioteca tem a mesma importância que deve ter o cofre para um banqueiro ou o cargo para um político. Com uma diferença radical: o uso que o ser humano faz do dinheiro, do poder – e de um livro.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS