BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

APRIMORAÇÃO: MTur vai criar TV Turismo para qualificar e capacitar profissionais do setor

Canal irá possibilitar o desenvolvimento da carreira de profissionais, além de aprimorar a oferta de serviços e o atendimento a turistas no país

TURISMO.GOV

05 de Outubro de 2020 às 10:28

Foto: Divulgação

 

TURISMO.GOV - A partir do próximo ano, profissionais do setor do turismo e candidatos a uma vaga no ramo vão poder contar com uma TV dedicada à sua formação, capacitação e qualificação: a TV Turismo. Com previsão de início ainda no primeiro semestre de 2021, o canal promete ser um forte combustível para o retorno do crescimento do setor no país, após os impactos da pandemia da Covid-19. O anúncio foi feito pelo secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, William França, durante a feira virtual de turismo ABAV Collab 2020, organizada pela Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV).

 
Temos feito um trabalho de abertura, de criação de novas frentes e oportunidades. E a TV Turismo se enquadra neste projeto. Queremos trazer qualificação com universalização e qualidade no ensino”, disse. “Estamos pensando na TV enquanto instrumento de educação, de formação e de capacitação”, completou França, que informou que o formato da TV Turismo está em construção.
 
A estratégia integra o programa Qualifica Mais Turismo, que prevê a oferta de cursos em diferentes modalidades, online e presencial, voltados a todos os profissionais do setor, desde empreendedores, guias de turismo, garçons, até camareiras e recepcionistas, por exemplo. A qualificação em larga escala é fator diferencial de competitividade no setor de turismo, proporcionando, ao mesmo tempo, o desenvolvimento na carreira dos colaboradores e a oferta de serviços e atendimento mais qualificado ao turista.
 
Também participaram do painel virtual na ABAV Collab especialistas da área de educação em turismo e representantes de emissoras de TV que atuam com ensino e formação, como a TV Escola e a TV Cultura.
 
EDUCAÇÃO PARA TODOS 
 
A professora e diretora do Centro de Educação a Distância da Universidade de Brasília (UnB), Letícia Leite, avaliou que o cenário pós-pandemia é propício ao uso de novas tecnologias para educação. “A gente chama isso de literacia digital. Então, as pessoas foram motivadas e, de certa forma, até obrigadas a usar tecnologia. E isso, de certa forma, prepara os nossos estudantes de diferentes níveis para o uso destas tecnologias que não tínhamos anteriormente”, afirmou.
 
Para a doutora e professora do curso superior de Turismo da Universidade de Brasília (UnB), Marutscka Moesch, o maior desafio é fazer com que novas tecnologias alcancem pessoas que estão à margem do ensino formal há muito tempo. “Mais ou menos 70% dos trabalhadores na área do turismo não têm o ensino fundamental completo”, justificou.
 
Já a diretora da UnB TV, Neuza Meller, destacou a importância de investimentos físico e humano para alcançar, inclusive, os rincões do Brasil. “Vai precisar de apoio financeiro, qualificação profissional e fazer chegar o mais longe possível, porque temos o turismo acontecendo do Oiapoque ao Chuí”, disse. Ao que o diretor-geral da TV Escola, Francisco Câmpera, destacou a necessidade do “foco regional”, bem como pensar no formato híbrido, que alia aulas online e presencial. “É diversificar a tecnologia, que acaba reduzindo o custo”, explicou.
 
Paula Cavalcanti, diretora de Co-Produção da TV Cultura, também participou do painel virtual e destacou a necessidade de aliar a educação com o entretenimento para se obter um ensino mais eficaz. “A televisão é embalada em todas as suas atividades no entretenimento. Você pode ter programas que trazem capacitação, informação importante, mas que estão dentro dos formatos de entretenimento”, concluiu.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS