INSANIDADE: Golpistas afirmam que atentado ao Rondoniaovivo foi forjado

Afirmação foi feita durante uma palestra aos demais manifestantes antidemocráticos que estão acampados na 17ª Brigada

A insanidade dos golpistas que estão alojados no campo de futebol da 17ª Brigada de Infantaria de Selva, no Centro de Porto Velho, desde o dia 02 de novembro, não tem limites.

 

A última teoria da conspiração dos manifestantes antidemocráticos que querem o cancelamento das eleições deste ano, que derrotou o presidente Jair Bolsonaro (PL), e que pedem uma intervenção militar (o que é ilegal pela Constituição Federal) é que os fundadores do Rondoniaovivo teriam forjado o ataque a tiros na sede do site de notícias no último sábado (12).

 

Interlocutor golpista acusa diretores do jornal eletrônico de tentar enfraquecer movimento antidemocrático, que pede intervenção militar (que é ilegal) - Reprodução de vídeo

 

Segundo eles, tudo teria acontecido após o jornal eletrônico divulgar imagens de uma briga e do espancamento de um suposto membro do movimento em frente ao antigo quartel do Exército, onde o homem foi agredido fisicamente, além de ter sua bicicleta jogada na Rua Duque de Caxias, com a omissão de soldados que nada fizeram para defender a vítima.

 

“Eu não estava aqui de manhã e eu vi essas imagens divulgadas nesse site que tô falando. Esse vídeo que apareceu nesse site foi estratégico, filmado ali de cima. Eu acho que seria muita coincidência. Eu não posso afirmar de forma nenhuma, mas isso parece uma sequência de atos para que nosso movimento enfraqueça”, diz o interlocutor que não aparece claramente nas imagens.

 

E completa: “Mas isso não vai acontecer. Nós vamos partir para cima. Contra a imprensa, e o mais importante de tudo, que nós estejamos unidos”.

 

Momento que golpistas aplaudem acusações de atentado forjado no Rondoniaovivo - Reprodução de vídeo

 

A viagem no multiverso de loucuras continua com mais palavras inverídicas e acusações sem sentido:

 

“A sede do site deles sofre um ataque de tiros. Sinceramente, eu não posso afirmar, mas parece uma sequência de montagem, para agora a pessoa se passar por vítima”, onde é acompanhado por palmas.

 

Ainda conclui as alucinações na continuação da histeria coletiva: “Sinceramente, a gente não precisa ser tão inteligente para entender que as pedras estão se encaixando. Contra nós, não há força que nos faça desistir. Nós permaneceremos aqui! Unidos nessa luta para conseguir!”.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

E M M M de Barros

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS