CORPO DE BOMBEIROS: ALE promove audiência de instrução para debater sobre concurso

A reunião é fruto de um requerimento apresentado pelo deputado Jesuíno Boabaid

CORPO DE BOMBEIROS: ALE promove audiência de instrução para debater sobre concurso

Foto: Divulgação

 

A Assembleia Legislativa de Rondônia (Alero) realizou hoje (26) uma audiência de instrução legislativa para debater acerca do edital de concurso público para o provimento de vagas para o quadro de oficiais bombeiro militar combatente. A reunião é fruto de um requerimento apresentado pelo deputado Jesuíno Boabaid (PSD).
 
A reunião contou a presença do deputado Williames Pimentel (MDB) e teve como participantes o gerente de planejamento da Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec) Paulo Barbosa, o comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Nivaldo de Azevedo Ferreira, major bombeiro Mario Vergotti, diretora executiva do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) Cláudia Gribroski e o candidato do concurso público Roberto Matias Filho, representando os 49 candidatos aprovados na prova objetiva.
 
As provas objetivas e discursivas aconteceram em setembro e outubro deste ano e estava previsto, no edital, cinco vagas para oficial bombeiro militar combatente, porém apenas dois alcançaram nota suficiente, até o momento, e seguem para mais três etapas para a conclusão do concurso. O resultado final da avaliação dos recursos será publicado no dia 9 de novembro. A preocupação é não preencher nenhuma vaga e prejudicar a administração pública, segundo o deputado Jesuíno.
 
O baixo efetivo da corporação tem deixado desassistidos muitos municípios do Estado. O corpo de bombeiros de Rondônia tem apenas 720 praças e oficiais. A demanda é de 2.286, de acordo com o comandante geral, coronel Nivaldo de Azevedo Ferreira.
 
O grau de dificuldade da banca Cebraspe foi questionado pelos candidatos, porém a banca defende que os critérios de avaliação foram previstos no edital e que uma comissão com representantes da Sesdec e a banca foram criadas para elaboração do edital. A diretora executiva explicou que a banca tinha a previsão de 600 inscritos para o cargo de oficiais bombeiro militar, porém teve 428 inscritos. “Apenas 161 compareceram para realizar a prova objetiva, representando 63% e os aprovados nessa fase, apenas 49 pessoas. Espero que após o resultado final dos recursos, tenham mais candidatos aprovados”, explicou Cláudia Gribroski.
 
Alterações nas regras do edital foram levantadas durante o debate para ampliar o número de aprovados. Mas, por questões legais, o tema será discutido por uma equipe jurídica. Para o deputado Jesuíno, a discussão é necessária para que a administração pública não seja prejudicada. “É importante fazer uma reflexão sobre esse certame e é necessário encontrar um caminho jurídico para o melhor para a população”, finalizou.
Direito ao esquecimento

Qual você acha que será o resultado do jogo entre Brasil e Coreia do Sul nesta segunda-feira (05)?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS