VARREDURA: Operação Restituir já prendeu 37 criminosos na capital - Atualizada

A expectativa até o fim da Operação é a recaptura de 45 apenados

VARREDURA: Operação Restituir já prendeu 37 criminosos na capital  - Atualizada

Foto: Richard Nunes/Rondoniaovivo

 

A manhã de sexta-feira, 23, começou com uma grande quantidade de policiais nas ruas de Porto Velho. A Operação Restituir, em sua 3ª fase, foi iniciada na sede do 5º Batalhão de Polícia Militar (5ºBPM) com a presença integrada de órgãos públicos que somam na Operação. Participam a Polícia Rodoviária Federal (PRF), que trabalha na realização de barreiras nos principais pontos de acesso da zona leste; a Polícia Penal, por meio da Unidade de Monitoramento do Sistema Prisional (UMESP) e Grupo de Ações Penitenciárias Especiais (GAPE), cuja missão é instruir as medidas administrativas dos presos que descumprem as condicionantes da liberdade provisória; assim como  policiais militares do 5º BPM. A Operação também conta com o apoio dos Batalhões de área como o 9º BPM e especializados: Batalhões de Polícia de Fronteira, de Trânsito, Choque e Ambiental.
 
O objetivo
 
A Operação Restituir visa retirar de circulação criminosos que vem praticando reiterados crimes na zona Leste e em toda a Capital com base no cumprimento de mandados de prisão dos monitorados que estão descumprindo medidas administrativas junto a Sejus estando fora de rota ou simplesmente burlando a questão do monitoramento, até mesmo desligando ou retirando a tornozeleira eletrônica.
 
Para o comandante da Operação Restituir (3º fase), capitão PM Lataliza, a integração dos órgãos públicos é de suma importância para o cumprimento das missões designadas na Operação: "primeiramente a gente consegue ver o claro interesse do Estado, por meio da reunião das instituições em proteger o cidadão e fazer com que seja cumprida as leis em vigor, bem como promover a sensação de segurança ao cidadão de bem, que é percebido nos nossos serviços rotineiros, bem como nos espaços públicos não só da zona Leste, como nas demais regiões da Capital" disse o oficial PM.
 
 
Segundo o comandante do 5º BPM, tenente coronel PM Lourenço, a Operação tem como área de atuação não só pontos da zona Leste da Capital, mas também em condomínios residenciais como o Morar Melhor, situado na zona sul de Porto Velho, considerando a localização de apenados com mandados de prisão levantados pela Sejus. "Normalmente outros delitos são registrados no decorrer da Operação, considerando os flagrantes detectados pelas equipes policiais nos locais que possuem pessoas com mandados de prisão em aberto, sendo localizado muitas vezes drogas ilícitas, inclusive armas de fogo" disse o comandante
 
É o que aconteceu logo nos primeiros momentos de execução da Operação, com a prisão de um suspeito por porte ilegal de arma de fogo no condomínio Orgulho do Madeira na zona leste de Porto Velho.
 
 
Já  foram presos 35 apenados flagrados em descumprimento de medidas administrativas de liberdade provisória e dois por flagrante de porte ou posse de arma. A expectativa até o fim da Operação é a recaptura de 45 apenados. Em breve, mais informações serão repassadas com os resultados da Operação Restituir
Direito ao esquecimento

Você já decidiu em quem votar para deputado(a) estadual, federal, senador(a) e presidente?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS