PECULATO: 'Patrimônio' prende servidor da prefeitura desviando vários litros de diesel

O servidor público e o empresário foram encaminhados para a sede da Delegacia de Patrimônio

A Delegacia Especializada em Repressão a Crimes Contra o Patrimônio, sob o comando do delegado Daniel Braga prendeu em flagrante na tarde desta segunda-feira (25) um servidor da prefeitura municipal de Porto Velho (RO) acusado do crime de peculato. 

 

Os policiais flagraram o funcionário lotado na Semagric desviando aproximadamente 700 litros de diesel S10.

 

O combustível estava sendo vendido para um empresário e era armazenado em galões dentro de uma vila de apartamentos. O empresário também foi preso pelo crime de receptação.

 

O servidor público e o empresário foram encaminhados para a sede da Delegacia de Patrimônio.

 

A prefeitura de Porto Velho emitiu a seguinte nota:

 

A Prefeitura de Porto Velho, por meio da Secretaria Geral de Governo (SGG), vem a público esclarecer que partiu do próprio município, especificamente da Secretaria Municipal de Agricultura (Semagric), a denúncia feita à Polícia Civil que culminou na prisão do servidor municipal flagranteado nesta segunda-feira, 25, vendendo cerca de 635 litros de combustível Diesel S-10.
 
A Prefeitura de Porto Velho vem atuando com rigor para combater qualquer tipo de prática ilícita no âmbito da gestão municipal e pede à população que colabore com este processo denunciando condutas ilícitas, de modo que o recurso público possa ser preservado e utilizado para garantir melhorias sociais a todos.
 
Ainda em tempo, a Prefeitura de Porto Velho agradece a colaboração e empenho da Polícia Civil de Rondônia, que não mediu esforços para investigar a denúncia. Equipes de investigadores realizaram campana em diversas ocasiões a fim de reunir vasto material comprobatório para endossar a denúncia em tela.
 
O Município cumpriu com a sua responsabilidade e repassou o caso às autoridades competentes, que agora seguem com os trâmites que o caso requer.
 
De acordo com a legislação, tanto o servidor público quanto o homem que comprou o combustível desviado irão responder na Justiça e, se condenados, poderão receber penas de até 12 anos de prisão (no caso do servidor, que está sendo acusado de peculato) e até oito anos de reclusão para o homem acusado de adquirir o combustível, o qual responderá, também, por guarda irregular de produto perigoso.
 
Atenciosamente,
 
Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)
            Prefeitura de Porto Velho

 

 

 

 

Galeria de Fotos da Notícia

PECULATO: 'Patrimônio' prende servidor da prefeitura desviando vários litros de diesel

PECULATO: 'Patrimônio' prende servidor da prefeitura desviando vários litros de diesel

PECULATO: 'Patrimônio' prende servidor da prefeitura desviando vários litros de diesel

PECULATO: 'Patrimônio' prende servidor da prefeitura desviando vários litros de diesel

PECULATO: 'Patrimônio' prende servidor da prefeitura desviando vários litros de diesel

Direito ao esquecimento

Quem você apoiaria para ser senador por Rondônia?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Raia Drogasil

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS