EXECUÇÃO A TIROS: Justiça condena acusados de matar homem por ciúmes em festa de São João

Alexsandro foi condenado por homicídio simples a uma pena de 6 anos de prisão

EXECUÇÃO A TIROS: Justiça condena acusados de matar homem por ciúmes em festa de São João

Foto: ILUSTRATIVA

No dia 07 de julho de 2019, por volta das 01h30 houve um homicídio próximo ao bar do Jorge, na AV.  principal, entre a Unopar e o Bar do Jorge, em Extrema, distrito de Porto Velho (RO).
 
A Polícia Militar chegou ao local do homicídio, procurou por populares para obter mais informações sobre o crime, mas não conseguiu identificar os autores dos disparos. 
 
A vítima se chamava Francisco Rodrigues de Souza, com quem foi encontrada uma arma de fogo calibre 38. O crime aconteceu no meio da multidão, pois no dia estava havendo uma comemoração de festa de São João. 
 
O Delegado Odair Roberto Almeida deu início às investigações, que foram concluídas pela Delegada Keiti Mota, da 2ªDP de Porto Velho. As investigações concluíram que Sirleudo Oliveira do Nascimento e Alexsandro Segobia Mourão foram os autores dos disparos que causaram a morte da vítima, ambos, moradores de Extrema.
 
Os réus eram integrantes da facção criminosa Comando Vermelho e mataram a vítima por motivo de ciúme. 
 
Francisco estava saindo para festas com duas mulheres, que eram irmãs. Uma delas era namorada de Sirleudo e a outra era ex-esposa de Alexsandro. 
 
A situação despertou ciúme nos réus, que decidiram executar a vítima.
 
Sirleudo foi condenado por homicídio duplamente qualificado a uma pena de 16 anos de prisão em regime inicialmente fechado. 
 
Alexsandro foi condenado por homicídio simples a uma pena de 6 anos de prisão.
Direito ao esquecimento

Quem você apoiaria para ser senador por Rondônia?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Saura & Laia LTDA

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS