ABELHAS: Colméia enorme é encontrada em Vilhena e apicultor alerta para os riscos

Picada pode matar pessoa alérgica; orientação é ligar para os Bombeiros

ABELHAS: Colméia enorme é encontrada em Vilhena e apicultor alerta para os riscos

Foto: Divulgação

Apicultor há 23 anos, o fotógrafo Vicente Moreira enviou ao FOLHA DO SUL ON LINE um vídeo mostrando o que ele considera o maior enxame de abelhas já encontrado em Vilhena. Medindo cerca de 1 metro e com mais de 120 mil abelhas, a colméia está numa área próxima ao bairro Cidade Nova, próximo ao campus da Unir.
 
Segundo Vicente, nesta época de chuvas, com suas colméias tomadas pelas águas, os insetos migram do campo para a área urbana, onde constroem suas novas moradas. Um risco enorme, já que uma única picada pode matar uma pessoa alérgica.
 
Mas, segundo o especialista, mesmo pessoas sem alergia podem morrer se forem atacadas em bando. “Na verdade, abelha não ataca, ela só se defende”, explica Moreira, que nesta semana já fez cinco capturas, metade do registrado na semana passada. “Em 2018 eu capturei 35 enxames na cidade”, conta.
 
COMO FUNCIONA
 
Quando um morador encontra uma aglomeração de abelhas, ele deve ligar para o Corpo de Bombeiros (193) pedindo ajuda. A corporação militar, por sua vez, aciona Vicente, que tem todo o arsenal para lidar com a situação.
 
“É importante orientar as pessoas a não tentarem resolver o problema por conta própria. Muitas usam veneno e fogo, e isso provoca muitos acidentes graves”, ensina o fotógrafo que, depois da captura leva os insetos para seu apiário, instalado a cerca de 40 km de cidade.
 
MEGA COLMÉIA
 
No caso da gigantesca unidade no bairro Cidade Nova, é preciso uma preparação para lidar com as abelhas da espécie “Africana”. Isso porque elas estão instaladas há mais de um ano no pé de manga e podem se tornar agressiva com a aproximação de pessoas.
 
Para removê-las, o próprio Corpo de Bombeiros e o Tiro de Guerra serão acionados para isolar a área, a fim de evitar que pessoas passando sejam atacadas.
 
ALIADAS DA NATUREZA
 
As abelhas são responsáveis por noventa por cento da polinização vegetal, portanto, é de suma importância que elas sejam mantidas no meio ambiente, bem como sua preservação.
 
DICAS DE PREVENÇÃO:
 
– Evite bater nas abelhas
– Use roupas claras, pois as escuras atraem abelhas;
– Evite movimentos bruscos e excessivos quando próximo a colméias;
– Não grite, pois as abelhas são atraídas por ruídos, principalmente os agudos;
– Evite operar qualquer máquina barulhenta próximo a colméias;
– Examine a área de trabalho antes de usar equipamentos motorizados;
– Ensine as crianças a se precaver e não molestarem as abelhas;
– Pergunte ao seu médico sobre o que fazer caso você seja alérgico a picadas;
– Ao ficar diante de um enxame de abelhas, a pessoa deve correr em zigue-zague, pois os insetos deslocam-se juntos em linha reta;
– Se for atacado, proteja das picadas o pescoço e o rosto, com a ajuda de uma camisa ou outra vestimenta;
– Pessoas alérgicas a picadas de insetos devem evitar caminhadas em áreas de mata, pois para quem é sensível ao veneno da abelha, apenas uma picada pode ser suficiente para gerar um choque anafilático;
– Caso perceba a formação de um enxame, jamais faça remoção das abelhas por conta própria, se afaste, distancie os animais, crianças, alérgicos e acione o Corpo de Bombeiros (pelo telefone 193)
Direito ao esquecimento

Você acha que os escândalos do Governo Bolsonaro prejudicam a pré-candidatura à reeleição?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS