AJUDA: Jovem de Porto Velho vive drama diário por não conseguir enxergar

Paulo Roberto desenvolveu por anos uma rara doença; para voltar a enxergar, depende de uma cirurgia

AJUDA: Jovem de Porto Velho vive drama diário por não conseguir enxergar

Foto: ILUSTRATIVA

 

O técnico em computação Paulo Roberto Viamonte, de 25 anos, morador de Porto Velho, há algum tempo precisou renovar a habilitação, e ao se consultar, descobriu que uma doença genética rara, que o acompanha desde a infância, havia avançado. 
 
O filme de terror vivido pelo jovem se chama Ceratocone. Esse é o nome da infecção que causou uma deformidade em seus dois olhos, deixando as córneas em formato de cone, o que dificulta muito a visão para as atividades básicas do dia a dia já que a doença está bem avançada. 
 
Segundo a mãe dele, Djalene Lima Amaral, o olho direito é o que está mais afetado, no estágio 4 e o olho esquerdo, está no estágio 3. Ela conta que foi esperando a cirurgia pelo sistema público de saúde, que acabou chegando no atual estado.
 
“E se a gente não conseguir fazer a cirurgia o quanto antes, ele pode perdão a visão. Por isso, essa urgência toda. E aí depois só com transplante de córnea. É com isso que eu me preocupo: com ele não conseguir enxergar mais”, comenta ela.
 
Para Paulo conseguir voltar a sua independência, e com a vida normal como a de qualquer jovem adulto, ele precisa levantar o total de R$ 18 mil para realizar a cirurgia. Para a cirurgia, cada olho custa aproximadamente 9 mil reais. 
 
Para contribui com qualquer valor, basta fazer depósito via chave PIX (CPF) 594.859.062.34, em nome de Djalene Lima Amaral. “Toda ajuda é bem-vinda”, disse ela.
Direito ao esquecimento

Qual você acha que será o resultado do jogo entre Brasil e Suíça nesta segunda-feira (28)?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS