'SOLDADO CIDADÃO': Projeto capacita ex-militares para o trabalho no setor elétrico em Rondônia

Essa é a segunda edição do programa que é dividido em três turmas com duração de três meses

'SOLDADO CIDADÃO': Projeto capacita ex-militares para o trabalho no setor elétrico em Rondônia

Foto: Divulgação

Uma aula inaugural marcou ontem o início do projeto Soldado Cidadão em Rondônia. A iniciativa é uma parceria da Energisa com o Exército, a Força Aérea Brasileira e o Senai, capacitando gratuitamente 90 ex-militares (egressos) para que atuem como eletricistas de rede de distribuição no estado. 
 
 
“A Energisa é uma empresa de muitas oportunidades para quem deseja construir uma carreira na maior companhia  do setor elétrico brasileiro. Recentemente, também foi eleita como a segunda melhor empresa para se trabalhar na região norte do país”, declarou o presidente da Energisa Rondônia, André Theobald, durante a aula inaugural.
 
 
Essa é a segunda edição do programa que é dividido em três turmas com duração de três meses. A novidade dessa edição é abertura de uma turma exclusiva para mulheres, cujas aulas começaram no próximo mês. O objetivo é aumentar a participação feminina no setor elétrico.
 
 
Na edição anterior, 96 militares foram capacitados pelo programa, sendo que parte foi contratada pela própria Energisa ou por empresas do segmento. Eduardo Alves Barreto, 33, participou do projeto em 2019.
 
 
“Quando conclui o curso, participei do processo seletivo e algumas semanas depois já estava empregado como eletricista. Após um ano fui promovido a técnico de inspeção. Trabalhei com dedicação e continuei me capacitado. Seis meses depois, assumi uma novação função como líder de equipe”, concluiu.
 
Direito ao esquecimento

Você já decidiu em quem votar para deputado(a) estadual, federal, senador(a) e presidente?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Tormen e Moraes LTDA

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS