VERSÃO: Motorista que foi expulso da Urbano Norte diz que irá denunciar passageira e empresa

Ele desmentiu a mulher e afirmou que a empresa não quis ouvi-lo sobre o ocorrido

VERSÃO: Motorista que foi expulso da Urbano Norte diz que irá denunciar passageira e empresa

Foto: Divulgação | Câmeras de monitoramento registraram o momento em que o motorista deixou a passageira

O motorista de aplicativo Wesley B. A., de 35 anos, que foi expulso do grupo de motoristas que atuam no aplicativo Urbano Norte concedeu entrevista exclusiva ao Rondoniaovivo na quarta-feira (27). Ele afirmou que a denúncia de uma jovem, feita no domingo (24), de que ela havia sido maltratada por parte dele, não corresponde à realidade.
 
Ela cancelou a corrida uma vez e pediu carro de novo pela segunda vez, aí caiu novamente para mim e eu já iniciei a corrida para que ela não cancelasse. Aí, ela entrou no carro meio afoita e disse: moço, o senhor já iniciou a corrida, sendo que eu não tinha entrado no carro ainda”, relatou Wesley.
 
Após isso, o motorista afirmou que ele e a mulher começaram a se desentender dentro do veículo. 
 
Eu disse para ela que só iniciei a corrida porque ela tinha cancelado a primeira, mas ela disse que não cancelou. Eu então falei que se ela não havia cancelado, foi o próprio aplicativo que cancelou. Ela entendeu isso como ironia e começou a me insultar”, contou.
 
Durante o trajeto, o motorista afirmou também que a passageira abriu a porta do veículo e ameaçou sair do carro em movimento. Wesley disse que em nenhum momento afirmou que cobraria taxa de cancelamento à moça.
 
Ela disse: - eu vou te pagar a corrida, deu R$ 15, você acha que isso é alguma coisa para mim? Eu falei, pague que eu vou lhe deixar no seu endereço. E aí ela continuou com a porta aberta. Foi quando eu peguei a rua Açaí e parei o carro”, relatou.
 
Segundo o motorista, a pedido da moça, ele parou o veículo próximo na rua Penharol com rua Açai, no bairro Floresta. Neste momento, a moça teria continuado a lhe insultar com palavrões e ele deu a ré no carro.
 
Eu dei a marcha ré e falei para ela: - que é isso? Porque ela estava me xingando. Eu falei que ia na polícia, isso não vai ficar assim não”, relatou.
 
Imagens obtidas com exclusividade pelo Rondoniaovivo mostram o momento em que o motorista deixa a passageira no local e engata a marcha ré. Assista abaixo:
 
 
Ainda segundo Wesley, o local onde a mulher desembarcou estava 4 quilômetros distante do seu destino final.
 
Horas depois, o motorista disse que foi surpreendido com a publicação da moça nas redes sociais. Foi então que, no dia seguinte, Wesley resolveu registrar Boletim de Ocorrência.
 
Ele afirmou que já procurou um advogado e vai ingressar com ação contra a moça pela exposição e disse que também pretende protocolar um processo contra a empresa Urbano Norte.
 
“A Urbano Norte nem quis ouvir a minha versão, simplesmente me excluiu do aplicativo”, declarou.
 
O caso
 
O Rondoniaovivo denunciou na terça-feira (26), que uma jovem de 24 anos passou momentos de pânico na tarde do último domingo (24) durante uma corrida com um motorista de aplicativo na zona Sul da capital de Rondônia.
 
Imagens ilustrativa
 
A ocorrência registrada no 7° Distrito Policial pela vítima relata que após solicitar os serviços via aplicativo da empresa Urbano Norte, o acusado chegou ao local depois de cancelar a corrida por três vezes.
 
Quando a vítima entrou no banco de trás do veículo com a sua bebê, o motorista de aplicativo começou a insultá-la e fazer ameaças.
 
"Você cancelou a corrida, se você fosse um homem ia quebrar a sua cara", dizia ele segundo a vítima.
 
O acusado exigia o pagamento do valor de R$ 15,00 e teria inclusive mudado de rota. A vítima em desespero ligou para o marido dela e neste momento o motorista de aplicativo parou o veículo e sob xingamentos mandou ela descer do carro.
 
Segundo a vítima, o acusado ainda teria dado ré no automóvel e tentado atropelar a jovem com a bebê no colo. A jovem teve que sair correndo, sendo que somente assim o motorista foi embora.
 
Nas redes sociais, a vítima publicou um desabafo contra o motorista de aplicativo.
 
Nota da Urbano Norte
 
A reportagem também questionou a empresa Urbano Norte sobre o caso, que disse ter expulsado o motorista do quadro de prestadores de serviços.
 
A Urbano Norte tem conhecimento sim e para tanto, possuímos um setor que faz apuração de denúncias ou reclamações. Nosso setor, apura os casos, sejam protagonizados por motoristas ou passageiros e medidas são tomadas, sendo de suspensão até exclusão definitiva. 
 
No caso em questão, o atendimento e orientação foram passados, porém, foi alegado pelo usuário a ausência de providência, exclusivamente em razão da solicitação dos dados pessoais do motorista, que, conforme esclarecido no atendimento do portal do cliente, não há possibilidade de compartilhamento por exigência da LGPD.
 
Entretanto, orientamos que fosse realizado boletim de ocorrência para que a autoridade policial caso entende necessários, solicite as informações, e assim, serão apresentadas integralmente. O motorista foi excluído da empresa.
Direito ao esquecimento

Quem você acha que será campeão do Brasileirão 2022?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS