ABUSADO: Motorista de App é expulso da Urbano Norte após ameaçar mulher com bebê no colo

O Rondoniaovivo entrou em contato com a diretora da empresa Urbano Norte, Mari Noleto e ela informou que o motorista foi desligado da empresa a partir do recebimento da denúncia

ABUSADO: Motorista de App é expulso da Urbano Norte após ameaçar mulher com bebê no colo

Foto: ILUSTRATIVA

 
Uma jovem de 24 anos passou momentos de pânico na tarde de domingo (24) durante uma corrida com um motorista de aplicativo na zona Sul da capital de Rondônia.
 
A ocorrência registrada  no 7° DP pela vítima relata que após solicitar os serviços via aplicativo da empresa Urbano Norte, o acusado chegou ao local depois de cancelar a corrida por três vezes.
 
Quando a vítima entrou no banco de trás do veículo com a sua bebê, o motorista de aplicativo começou a insultá-la e fazer ameaças.
 
"Você cancelou a corrida, se você fosse um homem ia quebrar a sua cara", dizia ele segundo a vítima.
 
O acusado exigia o pagamento do valor de R$  15,00 e teria inclusive mudado de rota. A vítima em desespero ligou para o marido dela e neste momento o motorista de aplicativo parou o veículo e sob xingamentos mandou ela descer do carro.
 
Segundo a vítima, o acusado ainda teria dado ré no automóvel e tentado atropelar a jovem com a bebê no colo.
 
A jovem teve que sair correndo, sendo que somente assim o motorista foi embora.
 
Nas redes sociais, a vítima publicou um desabafo contra o motorista de aplicativo:
 
"Passei por algo agora tarde que não desejo que nenhuma mulher passe, peguei uma corrida na urbano norte, e o motorista estava muito alterado falando que eu tinha cancelado a corrida, sendo que não cancelei e pedi pra ele falar baixo e ter paciência que poderia ser um mal entendido, ele simplesmente saiu da rota, começou a me xingar, eu estava com a minha filha no meu colo somente nós duas. Ele começou a falar que se eu fosse um homem ele já teria me batido, e eu já estava nervosa, me tremendo toda, sem saber o que fazer porque ele simplesmente não parava de bater no volante e levantar a voz para mim.
 
Pedi pra ele parar o carro, e ele disse que não iria parar em quanto eu não pagasse os 15,00$ e eu falei que eu só iria pagar quando ele me deixasse onde me pegou e ele simplesmente saiu da rota ( foi praticamente na br.) sendo que meu destino era zona sul cidade nova, foi pra uma rua totalmente desconhecida ( porque eu não conheço) e só parou quando eu liguei para meu esposo totalmente desesperada e sem norte, logo após ele parou o carro desceu e começou a me xingar pedindo para eu descer eu desci com a minha filha, ele saiu e dps deu ré e por um momento ele não bateu em mim e na minha filha, logo após saiu de novo e ficou na esquina me olhando! 
 
Foi uma das piores sensações que eu senti na minha vida, foi o pior dia, eu pensei que iria ser agredida com a minha filha no colo, ele só parou porque ouviu eu ligando para meu esposo! Eu já tomei medidas, e com certeza ele será punido, mas é um relato que nunca vai sair na minha cabeça!! Porfavor tenham cuidado com esse rapaz, mulheres não peguem corrida com ele, só eu sei o quanto eu estou apavorada, eu vi a morte na minha frente!
 
Entrei em contato com a urbano norte através do WhatsApp eles me retornaram e falaram que a minha situação vai pra outro setor, e me liberaram um codigo de emissão onde somente a polícia terá acesso aos dados dele, para que possa chegar a intimação para ele! E complicado", finalizou a vítima.
 
 
O Rondoniaovivo entrou em contato com a diretora da empresa Urbano Norte, Mari Noleto e ela informou que o motorista foi desligado da empresa a partir do recebimento da denúncia.
 
 
Confira a nota
 
 
A Urbano Norte tem conhecimento sim e para tanto, possuímos um setor que faz apuração de denuncias ou reclamações. Nosso setor, apura os casos, sejam protagonizados por motoristas ou passageiros e medidas são tomadas, sendo de suspensão até exclusão definitiva. 
 
No caso em questão, o atendimento e orientação foram passados, porém, foi alegado pelo usuário a ausência de providencia, exclusivamente em razão da solicitação dos dados pessoais do motorista, que, conforme esclarecido no atendimento do portal do cliente, não há possibilidade de compartilhamento por exigência da LGPD.
 
Entretanto, orientamos que fosse realizado boletim de ocorrência para que a autoridade policial caso entende necessários, solicite as informações, e assim, serão apresentadas integralmente. O motorista foi excluído da empresa.
Direito ao esquecimento

Quem você apoiaria para ser senador por Rondônia?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Raia Drogasil

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS