ENCONTRO: UNIRON promove virtualmente a Mostra de Saúde Coletiva

Encontro abordou sobre prevenção às infecções sexualmente transmissíveis

ENCONTRO: UNIRON promove virtualmente a Mostra de Saúde Coletiva

Foto: Divulgação

No dia 26 de junho ocorreu de maneira virtual a Mostra de Saúde Coletiva e Prevenção as Infecções Sexualmente Transmissíveis – ISTs. Este evento é fruto da integração da Disciplina de Saúde Coletiva dos Cursos de Enfermagem, Odontologia e Psicologia da UNIRON com a ONG Associação Beradeiro.
 
O tema surgiu pela necessidade de discussão acerca da situação epidemiológica das infecções sexualmente transmissíveis, em especial do HIV-Aids em Porto Velho. A proposta do encontro, foi apresentar os dados epidemiológicos produzidos pelos acadêmicos que cursaram a referida disciplina, com intuito de discutir as práticas em saúde, voltadas a prevenção, diagnóstico e tratamento desses agravos, bem como identificar como está o cenário atual. 
 
Os discentes foram capacitados para a realização de teste rápido para Sífilis, Hepatite e HIV. Após a conclusão da parte teórica, todos realizaram o treinamento prático e na sequência se iniciou uma pesquisa entre eles. Participaram da pesquisa mais de uma centena de acadêmicos e os resultados dos exames realizados e do levantamento epidemiológico foram apresentados na Mostra de Saúde Coletiva.  
 
Os dados apresentados impactaram aos presentes no evento e levantaram a necessidade de aprofundamento com novas ações voltadas para o entendimento da situação das ISTs em nossa região e propostas para a melhoria dos serviços de saúde e acesso da população às informações de prevenção.
 
Segundo o Ministério da Saúde as Infecções Sexualmente Transmissíveis - ISTs continuam a representar um grave problema de saúde pública, com importante impacto socioeconômico e psicológico em todo o mundo, além de serem facilitadoras da transmissão do HIV.
 
Estas doenças estão entre os problemas de saúde pública mais comuns em todo o mundo. Entre suas consequências estão à infertilidade feminina e masculina, a transmissão da mãe para o filho, determinando perdas gestacionais ou doença congênita e o aumento do risco para a infecção pelo HIV. 
 
Daí a importância deste tipo de evento, uma vez que discute a temática sob diversos olhares, propiciam uma compreensão ampliada das possibilidades de prevenção, promoção da saúde e estratégias combinadas para o enfrentamento das IST’s no âmbito local.              
                                                                      
Para a caloura de Psicologia, Ivanete Alves de Paula de Cruz, foi uma experiência única, conhecimento no qual não imaginava que teria na área de psicologia. 
 
De acordo com a filha da dona Marlete, “através da Mostra de Saúde coletiva e Prevenção das ISTs, uma dinâmica colocada pelo nosso mestre professor Marcuce, que não mediu esforços com uma grande turma acadêmica, em uma situação ainda pandêmica, trouxe esse projeto inovador”.
 
A portovelhense Alves ficou feliz com a oportunidade em participar dos cursos do Telelab, que além de obter os conhecimentos sobre os fluxogramas dos serviços, pode conhecer a individualidade dos pacientes e a realidade na qual precisará se inserir. 
 
 
Para a futura Psicóloga Mariana Miranda Rodrigues, o estudo epidemiológico apresentado foi capaz de confirmar uma realidade bem mais próxima do que imaginava. Para a filha da dona Ana Maria, além dos procedimentos operacionais para o manuseio do teste, ela aprendeu a colocar em prática o respeito às diferenças. 
 
Segundo Miranda afirma, “essa experiência demonstrou que para ajudar o próximo não precisamos atravessar barreiras internacionais e que um Psicólogo também salva vidas”.
 
A estudiosa filha do seu Paulo, agradece à Associação Beradeiro, parceira da UNIRON e especialmente ao Professor Marcuce Antonio Miranda dos Santos, pelo suporte e apoio técnico prestado durante todo o desenvolvimento da pesquisa e aos demais membros do corpo docente.
 
Para a futura Bacharel em Enfermagem, Márcia Ferreira de Carvalho França, que não imaginava ter aulas práticas no semestre, foi excepcional, ter a chance de fazer cursos importantíssimos, pois o aprendizado será levado para a sua vida profissional. A filha do casal Wilson e Judith enfatiza a necessidade de ampliar o conhecimento, o que permitirá fazer um tratamento adequado e salvar vidas.
 
 
O docente Marcuce, que foi o responsável pelo projeto, menciona que “desenvolver eventos científicos como a Mostra de Saúde Coletiva e Prevenção as Infecções Sexualmente Transmissíveis, consiste na união entre os conhecimentos teóricos e práticos. Esse diferencial da UNIRON, é sem dúvidas, o melhor meio de aliar a prática com a teoria e preparar os acadêmicos para o futuro profissional”. 
 
Antonio, nascido na capital rondoniense, enaltece que os acadêmicos puderam reconhecer a importância da epidemiologia, da saúde pública e da prevenção aos agravos prevalentes da região, além do curso de executores de Testes Rápidos, se tornando um grupo de profissionais que darão apoio para ações conjuntas com a ONG Beradeiro. 
 
Para Miranda, o sucesso dessa parceria está na oportunidade de formar pessoas com alto grau de capacidade técnica e conhecimentos para lidar com as realidades locais. 
Para a Professora Lisséia do Vale, que coordena o curso de Enfermagem, o evento foi maravilhoso e trouxe dados importantes para o conhecimento da realidade das ISTs no meio acadêmico e com reflexos na sociedade. 
 
Para a Coordenadora, a realização permitiu aos acadêmicos não somente apresentar os resultados das pesquisas desenvolvidas, mas também capacitá-los para atuar nas ações de prevenção e promoção à saúde, preparando-os para ações futuras tanto no âmbito acadêmico como no exercício profissional.  
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS