IMPROBIDADE: Prefeita nomeia marido condenado e MP/RO pede afastamento dos dois

Promotoria acusa prefeita de improbidade administrativa pela nomeação do marido e da prima

IMPROBIDADE: Prefeita nomeia marido condenado e MP/RO pede afastamento dos dois

Foto: Reprodução/Redes sociais | Prefeita Raissa Bento e o marido, Antônio Bento

O Ministério Público de Rondônia (MP/RO), pediu à justiça, o afastamento da Prefeita de Guajará-Mirim, Raissa Bento, do marido dela, Antônio Bento, atual secretário de obras, e da chefe de gabinete, Ana Michele Silva. A promotoria acusa a gestora municipal pelo crime de improbidade administrativa.
 
No texto, o MP diz que Raissa nomeou de forma ilícita, sua prima Ana Michele e o marido Antônio Bento, praticando assim o crime de nepotismo.
 
A redação da denúncia afirma que a gestão municipal nomeou Antônio, sem que este apresentasse as certidões negativas, pois o secretário, está com o título eleitoral suspenso, devido a uma decisão que suspendeu seus direitos políticos por 8 anos, o que impede a nomeação em cargos públicos.
 
O marido de Raissa tem dívida de R$ 600 mil no próprio município, segundo denúncia.
 
Porém, para ‘encaixar’ o esposo no poder público, Raissa, editou um decreto, permitindo que os comissionados apresentassem as certidões no prazo de 90 dias.
 
A promotoria do MP apurou também que Raissa deu o cargo de Secretário de Obras ao marido, para que este administrasse o município, mesmo sendo inelegível. 
 
O Ministério Público pede então que a justiça suspenda os direitos políticos, no período de três a cinco anos e quer o pagamento de multa civil, de R$ 187 mil, que corresponde dez vezes o valor dos salários recebidos pelos denunciados. 
 

Documentos anexos

Direito ao esquecimento

Qual você acha que será o resultado do jogo entre Brasil e Suíça nesta segunda-feira (28)?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Baltazar Vilas Boas

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS