BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

NATAL SOLIDÁRIO: PF realizava operação e doa 400 panetones ao Hospital do Amor

Além da contribuição para o café da manhã para cerca de 350 pessoas que estavam no hospital, foram doados aproximadamente 400 mini panetones e presentes para sorteio entre os pacientes

Assessoria

20 de Dezembro de 2018 às 15:29

Foto: Divulgação

Policiais Federais realizaram nesta Quarta-Feira (19) uma Operação  denominada “OPERAÇÃO NATAL SOLIDÁRIO” que teve como objetivo levar um pouco de alegria aos pacientes e familiares em tratamento no Hospital do amor, que é uma extensão do Hospital de Barretos em Porto Velho/RO.

 

O efetivo contribuiu e participou do café da manhã de natal promovido pela AVCC (Associação Voluntária de Combate ao Câncer) para todos os pacientes daquela Unidade, interagindo com a equipe técnica do hospital, cuidadores e aqueles que recebem tratamento.
Além da contribuição para o café da manhã para cerca de 350 pessoas que estavam no hospital, foram doados aproximadamente 400 mini panetones e presentes para sorteio entre os pacientes.

 

Após a comemoração no saguão principal da Unidade, a equipe policial teve a oportunidade de visitar a oncopediatria, onde presentearam as crianças que se encontravam em tratamento, deixando ainda outros brinquedos para aquelas que não se faziam presentes no momento. Ainda na oncopediatria, os policiais federais contribuíram com a doação de vários brinquedos para a brinquedoteca do hospital.


A programação animou as crianças em tratamento no hospital e em especial o nosso efetivo que pode levar um pouco de amor a essas crianças.

 

Segundo o Delegado José Antonio Simões de Oliveira Franco, Superintendente Regional Substituto da Polícia Federal em Rondônia e que também acompanhou a atividade, ações desta natureza tem o poder de resgatar sentimentos de compaixão, solidariedade e respeito ao próximo, proporcionando uma experiência transformadora e renovadora àqueles que participaram do evento. “Ao final da ação, podemos concluir que na realidade nós é que fomos presenteados pela oportunidade de contribuir com os pacientes e desfrutar de momentos de tão intensa emoção”.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS