GESTÃO ESPORTIVA: Jogos Intermunicipais de Rondônia 2021 estão previstos para novembro

O evento esportivo não ocorreu em 2020 por causa da pandemia do coronavírus.

GESTÃO ESPORTIVA: Jogos Intermunicipais de Rondônia 2021 estão previstos para novembro

Foto: Divulgação

Os Jogos Intermunicipais estão sendo programados para serem realizados de 12 a 21 de novembro, em Vilhena. O anúncio foi feito pelo Governo de Rondônia, por meio da Superintendência Estadual da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer de Rondônia (Sejucel), na segunda-feira (2), durante o Encontro de Gestores Municipais de Esporte, sendo destacado o avanço da vacinação da população contra a covid-19.
 
O evento esportivo não ocorreu em 2020 por causa da pandemia do coronavírus.
 
O encontrou contou com as presenças de secretários e diretores de esporte dos municípios. Segundo o superintendente da Sejucel, Jobson Bandeira, a pandemia vem apresentando sinais de recuo e, por isso, é o momento de buscar uma maior aproximação e parceria com os municípios para resgatar as atividades esportivas em várias modalidades, sem prejuízos à população.
 
Em condições normais, seria realizada uma prévia classificatória no meio do ano para os JIR e, consequentemente, as delegações de cada município são conhecidas no final do ano. Como as prévias não puderam ser realizadas, a Sejucel inovou e criou uma nova forma classificatória. Desta vez, usou um ranking baseado nos resultados de todos os anos dos Jogos Intermunicipais, para escolha dos oito municípios mais bem colocados em cada modalidade esportiva.
 
Cada cidade ainda será informada quem são os representantes da edição dos JIR 2021, em Vilhena.
 
Durante o encontro com os gestores foi esclarecida a forma transparente como transcorreu a classificatória. “Não houve direcionamento e nem indicação de ninguém. Simplesmente, fizemos o ranking dos oito primeiros de cada modalidade”, disse Jobson Bandeira.
 
Por exemplo, no atletismo feminino, o classificado foi o município de Parecis. Assim, a cidade vai se preparar para levar os atletas a esse encontro, considerado o maior evento esportivo do Estado, realizado pela Sejucel com suporte do Poder Executivo em parceria com as prefeituras.
 
De acordo com Bandeira, o suporte de cada município é apenas com o deslocamento do atleta até o município sede, no caso Vilhena em novembro. Outras despesas como estadia, alimentação e hospedagem é de responsabilidade do Estado. A contrapartida do município sede vai ser com o deslocamento dos atletas até o local das competições.
 
TRABALHO CONJUNTO
 
Ainda durante o encontro, o Governo deliberou em quais as ações a Sejucel poderá trabalhar em conjunto com os municípios. Um exemplo é o Programa de Desenvolvimento do Desporto de Alto Rendimento (Proder) poderá dar mais suporte aos atletas rondonienses.
 
Bandeira destaca a importância dos municípios ficarem atentos em relação às inscrições dos campeonatos nacionais, porque “não é só mandar o atleta para qualquer canto. Precisam seguir algumas normas, algumas orientações”.
 
O superintendente da Sejucel destacou ainda que a antecipação das práticas ao fim da pandemia é uma recomendação do governador Marcos Rocha e, por isso, o Estado se empenha ao máximo para dar o suporte necessário ao resgate das atividades. “O governador não quer que a gente espere o município vir buscar apoio e sim que a gente se coloque à disposição para somar esforços e buscar juntos as alternativas”.
 
Ele explicou também que a reunião com os gestores tinha o objetivo de informar que, embora o Estado não tenha hoje todos os meios, é possível unir forças e buscar alternativas para que o “nosso esporte possa crescer mais ainda e ter uma nova cara na fase do novo normal”.
 
ON-LINE
 
As primeiras discussões do encontro foram on-line com a participação de pessoas ligadas ao esporte de todos os municípios. Agora a equipe da Sejucel está fazendo a parte prática. Já esteve em Pimenta Bueno, Rolim de Moura, Cacoal e Ji-Paraná. Agora é a vez de Porto Velho.
 
Na Capital rondoniense, uma equipe promoverá a parte teórica para conclusão do curso, dividido nos módulos teórico e prático. “Agora nós vamos fazer a parte prática para realmente entregar os certificados. Quem perdeu o curso teórico em outro município poderá se deslocar a Porto Velho para fazer a parte prática”, destaca Jobson Bandeira.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS