BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ESTADUAL 2020: Lucas Feitosa destaca estreia no profissional pelo Rondoniense

"Foi uma boa temporada, mas sei que poderia ter sido melhor e poderia ter rendido mais. Esse foi meu 1° ano como profissional, mas não me saí mal não", destacou

FUTEBOL DO NORTE

23 de Junho de 2020 às 10:25

Foto: Divulgação

O lateral-esquerdo Lucas Feitosa, de 19 anos, fez sua estreia no futebol profissional em 2020. O jogador defendeu o Rondoniense Social Clube no Estadual deste ano.

"Foi uma boa temporada, mas sei que poderia ter sido melhor e poderia ter rendido mais. Esse foi meu 1° ano como profissional, mas não me saí mal não", destacou.

De acordo com Lucas Feitosa, o Rondoniense fez boas apresentações e poderia ter tido melhor sorte na competição. "Não foi um retrospecto tão ruim, até a parada da pandemia deixamos o time na 3° colocação. Em todos os jogos que fizemos jogamos bem e demos trabalho ao time adversário, mas na hora de concluir a bola não entrava de jeito algum. Creio que se as coisas extracampo estivessem melhores, os resultados positivos dentro de campo seriam certos", acrescentou.

Esta foi a segunda passagem do jogador pelo futebol rondoniense. "São coisas distintas. Na minha primeira passagem estava pelo Sub-20 do Porto velho e fizemos um ótimo campeonato, mas infelizmente perdemos para o campeão nas semifinais nos pênaltis. Já, na segunda passagem, estava pelo profissional do Rondoniense e era outro ritmo, outra pegada, mas não tem comparação, parece que joguei dois campeonatos diferentes de alto ritmo", pontuou.

Lucas Feitosa não tem mais vínculo com o Rondoniense e agora aguarda o retorno do futebol para poder definir seu futuro. "Essa pandemia atrapalhou um pouco as coisas, até porque esse era meu último ano de Sub-20, mas isso não é problema. Minhas expectativas são as melhores, não parei de treinar desde quando entramos em quarentena e quando tudo voltar vamos ver no que vai dar. Em questão ao meu contrato, ele foi encerrado, não tenho mais vínculo com o Rondoniense e nem nenhum clube. Agora estou a espera de novas propostas que se Deus quiser outras portas vão se abrir", encerrou.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS