ESPAÇO ABERTO: Rondônia ficou mais pobre durante a pandemia

ESPAÇO ABERTO: Rondônia ficou mais pobre durante a pandemia

Foto: Divulgação

RELEMBRANDO
 
Na coluna de ontem eu falei sobre fome e miséria, uma realidade vista diariamente nas ruas de Porto Velho. Ontem mesmo, um  estudo de um pesquisador da FGV mostrou que a situação é muito pior do que se imagina.
 
LEVANTAMENTO
 
Acre, Pará e Tocantins foram os únicos estados brasileiros nos quais não houve piora da pobreza entre novembro de 2019 e janeiro de 2021. É o que mostra estudo feito pelo economista e pesquisador da Fundação Getulio Vargas (FGV/Ibre) Daniel Duque.
 
QUASE TODOS
 
A pesquisa concluiu que, em relação à população total, houve aumento da pobreza em 23 estados e no Distrito Federal. Os dados refletem as consequências da pandemia de coronavírus na economia.
 
NA FRENTE
 
As maiores expansões da pobreza aconteceram no Rio de Janeiro, Distrito Federal e Roraima. No Rio de Janeiro, o incremento foi de 6,9 pontos percentuais, passando de 16,9% em 2019 para 23,8% em 2021, chegando a quase um quinto da população.
 
REFÊNCIA
 
A pesquisa considerou índices de pobreza do Banco Mundial, cuja renda per capita é de até R$ 400 ao mês. Para a condição de pobreza extrema, a pesquisa tem como referência a renda per capita de R$ 160 por mês.
 
NORTE
 
No norte, estão os únicos três estados que não tiveram piora: Acre, Pará e Tocantins, respectivamente com 46,4%, 45,9% e 35,7% de sua população em situação de pobreza.
 
CAMPEÃO
 
O Amapá é o Estado com a maior concentração de população pobre: 55,9% (eram 51,4% na medição anterior).
 
COMPARAÇÃO
 
Para chegar a essas conclusões, o pesquisador combinou dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad contínua), do primeiro trimestre de 2019 com a Pnad-Covid, do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Os levantamentos trazem informações sobre a renda da população entre janeiro de 2019 e novembro de 2020.
 
SUBIU
 
O economista também analisou o crescimento da extrema pobreza no país. Das 27 capitais, 18 estão nessa situação. Segundo o estudo, todas as capitais apresentaram crescimento tanto da pobreza, como da sua situação extrema.
 
MIGRAÇÃO
 
Mas ele destaca Roraima com uma situação peculiar, por causa da migração de venezuelanos. Houve uma grande entrada da população venezuelana, sem perspectiva, sem possibilidade de se inserir no mercado de trabalho. 
 
NA FRENTE
 
Por isso aconteceu um aumento muito grande da extrema pobreza no estado. Foi o Estado com a maior alta na população em extrema pobreza, de 11,2% a 19,9%, alta de 8,7 pontos.
 
CAUSAS 
 
Para Daniel Duque, essa alta pode ser explicada principalmente pelas consequências econômicas da pandemia do novo coronavírus, como a inflação e o desemprego.
 
PORTO VELHO
 
 
Os dados da pesquisa se referem à Roraima, mas quem anda por nossa capital consegue verificar na prática essa triste realidade. Na região central, eu já contei 22 famílias de venezuelanos pedindo esmola.
 
TODOS OS DIAS
 
Seguindo pela Jorge Teixeira, os pedintes podem ser encontrados nos cruzamentos com Calama, Abunã, Pinheiro Machado, Duque de Caxias,  Carlos Gomes, Sete de Setembro, Almirante Barroso, Amazonas e Raimundo Cantuária.
 
TEM MAIS
 
Outros pedintes são vistos nas ruas Elias Gorayeb, Rafael Vaz e Silva e Guanabará, nos cruzamentos com Amazonas, Sete de Setembro, Carlos Gomes, Pinheiro Machado, Abunã e Calama. 
 
SOLIDARIEDADE
 
A maioria das pessoas se sensibiliza com a situação e sempre faz alguma doação. A questão é que o número de miseráveis não diminuiu, só aumenta. Mais grave ainda é ver que não há nenhuma perspectiva de que a curto prazo possa ocorrer algum tipo de melhora. 
 
 
 
 
INICIATIVA
 
O Comitê Municipal de Segurança Viária, coordenado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), prepara propostas de ações estratégicas, que serão somadas às atividades da Semana Nacional de Trânsito (SNT), que começa dia 17 de setembro.
 
AGILIDADE
 
Entre as propostas estão dados registrados pelo Samu, que apontam a quantidade de atendimentos por dia e por zona. O trabalho visa aprimorar os atendimentos, com simulações de tempo e resposta, entre outros.
 
LOTAÇÃO
 
Os debates também servem para definir ações que possam contribuir com a redução dos acidentes. O trabalho educativo é visto como fundamental para desafogar as unidades de saúde. 
 
RESULTADO
 
Os dados apresentados pelo Samu, serão considerados para estabelecer medidas que possam impactar diretamente nos indicadores e conscientizar a população.
 
SEMANA
 
O comitê estará presente na programação da Semana Nacional do Trânsito, que é organizada pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e ocorrerá de 18 a 25 de setembro.
 
AÇÕES
 
Estão programadas blitz educativas, pit stop de sensibilização quanto aos cuidados no trânsito, ações nas escolas e simulações de acidentes.
 
TRABALHO
 
Representantes do Movimento de Integração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan), discutiram com a Secretaria Municipal de Saúde alternativas para fortalecer a conscientização do diagnóstico e tratamento da doença.
 
DESAFIO
 
 
Os estados da região Norte, historicamente, apresentam um alto índice de casos de hanseníase. Durante a pandemia, houve diminuição da atenção para a doença, informou o coordenador nacional do Morhan.
 
AUMENTOU
 
O Morhan apurou que foram anotados mais de 50% de casos novos, comparados com 2020 a 2019, no cenário nacional e mundial. Porto Velho é um dos primeiros a aderir à campanha "Não Esqueça da Hanseníase".
 
EFICIÊNCIA
 
Rondônia, apesar de ter um índice alto da doença, sempre teve boas iniciativas de enfrentamento e o estado é uma das referências nacionais para cirurgias de reabilitação.
 
NACIONAL
 
 
O Brasil é o segundo país do mundo em casos da doença. Em 2020, Rondônia ocupou a primeira colocação na região Norte e a quarta entre os estados brasileiros com a maior taxa de detecção da doença, diagnosticando 351 novos casos.
 
PORTO VELHO
 
Na capital, foram diagnosticados no mesmo ano 39 casos novos, porém, em anos anteriores, a média anual era de 70 registros.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS