ESPAÇO ABERTO: Levantamento aponta devastação recorde na Amazônia na última década

Confira a coluna de Cícero Moura

ESPAÇO ABERTO: Levantamento aponta devastação recorde na Amazônia na última década

Foto: Divulgação

 
DESMATAMENTO
 
Levantamento do Imazon, Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia, aponta devastação recorde na Floresta Amazônica nos últimos 10 anos. Mais de 800 km quadrados teriam sido desmatados.
 
PASSOU DE 200%
 
De acordo com o Imazon, em março deste ano houve aumento de 216% nos desmatamentos em relação ao mesmo período do ano passado. No mês passado teriam sido destruídos 256 km quadrados de floresta. 
 
PIORES
 
Os estados que mais teriam destruído a Floresta Amazônica seriam Mato Grosso com 25% de área destruída e Amazonas com 12%. Rondônia teria chegado a 11%, segundo o Imazon.
 
PONTUAIS
 
Maiores desmatamentos ocorreram em áreas privadas ou em regularização chegando a 66%. 22% em assentamentos e 11% em unidades de conservação.
 
SUSPEITOS
 
Os grileiros que invadem terras públicas para lotear e vender os terrenos teriam sido os responsáveis pela maior parte das destruições.
 
MAIS NÚMEROS
 
A pesquisa aponta ainda que entre agosto a março de 2021, para agosto a março de 2020 houve aumento de 59% nos desmatamentos nas taxas acumuladas considerando o período.
 
OUTRO LADO
 
O Conselho da Amazônia não se manifestou sobre os dados apontados no levantamento realizado pelo Instituto do Homem e do Meio Ambiente da Amazônia.
 
DIA DO ÍNDIO
 
Jirau Energia comemorou o 19 de abril destacando o Programa de Apoio às Comunidades Indígenas que contempla a proteção das Terras Indígenas (TI) e estudos de índios isolados na Amazônia.
 
BENEFICIADOS
 
Quatro tribos são beneficiadas: Igarapé Lage, Igarapé Ribeirão, Kaxarari e Uru Eu Wau Wau, todas distantes da área de influência de Jirau, a mais próxima fica 100 km do eixo da barragem. 
 
ÁREA
 
As tribos  somam aproximadamente 2.168.000 hectares (dois milhões e cento e sessenta e oito mil hectares) de floresta e abrigam aproximadamente três mil indígenas de cinco povos contatados, além de supostos povos isolados, que seguem sendo foco de estudos do Programa.
 
RECURSOS
 
Os investimentos nas comunidades vão desde construção de Postos de Vigilância, doação de veículos e barcos, colocação de marcos, placas de sinalização e georreferenciamento de limites até capacitação e equipamentos para expedições de estudos sobre os índios isolados.
 
PONTUAL
 
No tema educação, foram construídas 20 escolas com alojamento para professores, poços de água, cozinhas equipadas e laboratório de informática. Na área da saúde, foram construídas sete Unidades Básicas de Saúde Indígena, 13 Módulos Sanitários Domiciliares, dosadores de cloro para tratamento de água, a doação de duas Unidades Móveis Odontológicas e de veículos para o transporte de pacientes.
 
RAÍZES
 
O Programa de Apoio às Comunidades Indígenas envolve também ações de apoio para o registro e divulgação da cultura, gestão territorial e ambiental, fortalecimento de associações e da economia indígena. 
 
PROMOÇÃO
 
Buraco do Candiru vai fazer sorteio de bezerra e leilão de prendas especiais. É uma maneira que os amigos e amigas do boteco encontraram para manter o local aberto durante a pandemia da Covid-19. 
 

 
BOM PRÊMIO
 
A bezerra está avaliada em 2 mil reais. O ganhador tem a opção de ficar com o dinheiro, que será pago no mesmo dia.
 
MANUTENÇÃO
 
Há um mês o Buraco fez um jantar com massas, agora a ação solidária vai sortear a bezerra nelore PO Princesa, oferecida pela Fazenda Valentina e Vinil Arte Comunicação Gráfica. 
 
VALOR
 
A cota mínima é de 50 reais, que dá direito a um número da sorte. As vendas vão durar de 15 a 20 dias ou até os números forem esgotados. 
 
OUTROS PRÊMIOS
 
No decorrer da campanha, todas as noites haverá o leilão virtual de várias prendas, como bebidas especiais (rum cubano, cachaças, pisco e vinhos portugueses), além de 15 canecas personalizadas do Buraco do Candiru e 10 tábuas de churrasco decorativas, com o nome e escudo do time de futebol de quem arrematar as peças.
 
COMO PARTICIPAR
 
Os interessados podem entrar em contato nas páginas do Facebook e Instagram do Buraco do Candiru ou pelo telefone com WhatsApp (69) 99385-1901. Já as chaves para fazer o PIX e participar da iniciativa são: CPF 16280865215 (Banco Sicoob) e CPF 40861635272 (Banco do Brasil).
Direito ao esquecimento

Em qual supermercado você prefere fazer suas compras?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública.

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS