ESPAÇO ABERTO: O flagrante absurdo na Saúde no desgoverno de Rondônia

Confira a coluna de Cícero Moura

ESPAÇO ABERTO: O flagrante absurdo na Saúde no desgoverno de Rondônia

Foto: Divulgação

ABSURDO
 
Uma imagem diz tudo sobre o atual desgoverno. No Cemetron, luvas de borracha estão sendo usadas para fixar respirador no rosto de paciente.
 
TEM MAIS
 
Muitas coisas que chegam referentes à improvisação  que é feita na saúde do Estado nem vale  a pena publicar. Funcionários do quadro da SESAU dizem que informam a falta de material para a Secretaria que costuma somente prometer solução.
 
ANO QUE VEM
 
O governador João Doria anunciou ontem que a vacinação contra a covid-19 no estado de São Paulo terá início em 25 de janeiro com a imunização de idosos, profissionais de saúde, indígenas e quilombolas. O plano se assemelha ao anunciado na semana passada pelo Ministério da Saúde. 
 
 
RONDÔNIA
 
Aqui no Estado sabe-se lá quando e como isso deverá acontecer. Uma nota da Secretaria Estadual de Saúde informa que o Governo ainda não tem nada definido sobre a imunização contra o coronavírus.
 
ORIGEM
 
Segundo a Sesau, não há possibilidade de planejar uma linha de estratégias para começar a vacinar a população, pois ainda não se sabe qual vacina chegará ao Estado e em que quantidade.
 
JUSTIFICATIVA
 
Diz o Governo, que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), ainda não liberou nenhuma vacina, nem mesmo a CoronaVac, anunciada pelo Governo de São Paulo.
 
POSTE
 
Quem fica parado é poste. O governo de Rondônia poderia pegar São Paulo como exemplo e tomar à frente em defesa da saúde de sua população. Duvido algum parlamentar do estado votar contra uma inciativa dessa natureza.
 
OCORRÊNCIAS
 
Nos últimos dias, o número de casos pelo coronavírus voltou a subir em todo o estado, só neste final de semana, mais de 800 pessoas foram contaminadas e sete mortes foram registradas. 
 
COVID
 
Colega aqui do jornal, Ivan Frazão, está em casa de quarentena. Ivan fez o teste rápido para coronavírus e deu negativo. Para garantir resolveu fazer também o PCR. O resultado foi positivo.  
 
INOCENTE
 
Professor Herbert Lins diz que confia no papel da imprensa, mas garante ter sido injustiçado por alguns veículos de comunicação. Em 2013, Herbert foi acusado na operação Apocalipse por formação de quadrilha, tráfico e crime de responsabilidade.
 
JULGAMENTO
 
Herbert lamentou nas redes sociais que ainda circulam inúmeros vídeos e fotos da operação com a imagem dele, mesmo ele tendo sido absolvido das acusações.
 
RETIRADA 
 
Em contato com o Google, Facebook e Instagran, a coluna foi informada que a notícia, fotos e vídeos envolvendo a prisão do professor podem ser retirados desde que seja enviada cópia da sentença de absolvição.
 
MD
 
Recebi do Ministério da Defesa números sobre queimadas na Amazônia. De acordo com o MD, ficamos muito próximos da mínima histórica.
 
DADOS
 
Pelos números enviados, houve redução de 44% nos focos de queimadas no mês passado em relação a novembro de 2019. O MD destaca que nem todo foco de calor é queimada e nem toda queimada é ilegal.
 
DESMATAMENTO
 
Nos últimos 06 anos, segundo o MD, a Amazônia teve o 3º melhor resultado. 45% de redução em relação a novembro de 2019.
 
PERÍODO
 
O ciclo de desmatamento compreende agosto de 2019 a julho de 2020. O novo ciclo começou em agosto deste ano. Temos então 04 meses no novo ciclo. Nesses 04 meses, comparado com o ciclo 19/20, temos uma redução acumulada de 19%.
 
NAS MÃOS DOS CHINESES 
 
O vice-presidente Hamilton Mourão reconheceu que, se a chinesa Huawei não puder fornecer equipamentos para o 5G no Brasil, o custo da tecnologia no País será muito mais elevado. “Hoje, 40% da infraestrutura que nós temos de 3G e 4G é da Huawei. Se a Huawei não puder fornecer o equipamento (de 5G), vai custar muito mais caro”, afirmou. 
 
PAGAMENTO INSTANTÂNEO
 
Menos de duas semanas após o lançamento oficial, o Pix já caiu nas graças dos brasileiros. Segundo pesquisa Ibope encomendada pelo C6 Bank, 60% das pessoas ouvidas consideram o novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central superior a TED e DOC, tradicionalmente usados nas transferências bancárias.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS