BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ESPAÇO ABERTO: Polícia Federal e CGU apertam o cerco contra corrupção na Saúde

Confira a coluna de Cícero Moura

Rondoniaovivo

11 de Junho de 2020 às 10:52

Atualizada em : 12 de Junho de 2020 às 09:18

Foto: Divulgação

COINCIDÊNCIA

Após a prisão do advogado e empresário Patrick de Lima Oliveira Moraes já começou a circular na internet o nome da mulher dele que é médica concursada no Governo. Primeiro coisa a se destacar é que não existe nenhuma denúncia contra  a médica.

 

ANTECIPAÇÃO

 

É nesse ponto que surge o péssimo assessoramento pessoal do Governador Marcos Rocha e do Secretário de Saúde, Fernando Máximo. Ambos não são obrigados a saber que o cônjuge de um sujeito preso tenha cargo de chefia no governo, mas seus assessores são obrigados a ter conhecimento disso.

 

ALERTA

 

Mesmo que os assessores sejam “tapados” sempre vai aparecer alguém para contar o que acontece. Notícia ruim e cheiro de podre se espalham com muita facilidade.

 

ESPECULAÇÃO

 

Diante da incompetência generalizada, o gestor acaba pagando o pato. Nas redes sociais, se espalhou a informação de que a médica casada com o tal Patrick tem cargo de chefia, indicada pela ex-mulher de Marcos Rocha que tem cargo de confiança em uma área da saúde.

 

CONTAMINAÇÃO

 

Não há nada, até o momento, que desabone tanto a conduta da ex-mulher do governador quanto da médica, a questão é que uma boa assessoria já entrega ao seu chefe o antídoto antes que o veneno se espalhe.

 

MIDIÁTICO

 

Recebi muitas mensagens sobre ter usado o termo midiático para definir o Secretário Estadual de Saúde, Fernando Máximo. Ora, Fernando está na condição de Secretário Estadual de saúde enfrentando uma pandemia. Costuma dizer que tem trabalhado 24 horas por dia e ainda acha tempo para coletivas diárias ?

 

INFORMAÇÃO

 

Gostaria de entender qual a razão de um Secretário muito atarefado como ele, arrumar tempo, todos os dias, para divulgar números de infectados, óbitos e curados de coronavírus. Ponha um técnico para fazer isso e se limite a uma entrevista coletiva por semana, ou então apareça quando realmente houver necessidade de sua presença.

 

SAÚDE NA MIRA

 

A operação da Polícia Federal e da Controladoria Geral da União na secretaria Estadual de Saúde era só uma questão de tempo. Diante dos inúmeros desencontros de informações divulgadas, desde que houve a liberação de compras sem licitação por conta da pandemia, isso já era previsível.

 

AMIGO PODE

 

Uma coisa que parece muito clara são as contratações de empresas, disponíveis no Portal Transparência, que curiosamente sempre tem alguém que conhece alguém ou que conhece gestores de determinadas áreas. Essas amizades chegaram ao conhecimento dos órgãos reguladores que foram à campo.

 

AMIGO PODE 2

 

No caso da operação de ontem, que constatou a apresentação de atestados falsos de capacidade técnica, Patrick Lima de Oliveira Moraes, um dos presos na ação, já tinha trânsito livre também na Saúde por ser  marido de uma médica.

 

OUTRO NEGÓCIO

 

Não é de hoje que Patrick tem negócios com o Governo de Rondônia. Ele é dono de uma empresa que fornece alimentação para os presídios da capital. A CGU informou que não há nenhuma irregularidade sendo investigada no fornecimento dos alimentos.

 

OUTRO LADO

 

A coluna não conseguiu contato com a defesa de Patrick Lima de Oliveira de Moraes.

 

CGE

 

A Controladoria Geral do Estado admitiu que existe conluio entre algumas empresas que apresentaram propostas para o estado para venda de EPIs e outros materiais durante a pandemia. Nem precisava admitir, pois a PF já havia confirmado isso.

 

ANTECIPAR

 

O ponto mais importante disso seria ter se antecipado. Se havia dúvida quanto à idoneidade de quem oferecia o serviço, que a negociação não fosse feita. Isso pouparia o trabalho da PF e da CGU.

 

CONTROLADOR

 

O Controlador Geral do Estado, Francisco Lopes Fernandes Netto, disse que existe uma gestão de risco que serve para averiguar se todos os itens de uma compra foram observados antes da efetiva conclusão do negócio.

 

AVIÃO

 

Lá atrás, na compra dos kits de teste rápido, o Governo mandou os bombeiros buscarem parte da carga em São Paulo sendo que o contrato previa a entrega em Porto Velho. Francisco Netto informou que a CGE teria elaborado um relatório orientando a Sesau a descontar o valor do transporte.

 

TEM MAIS

 

Se engana quem pensa que a ação de ontem é um caso isolado. Outras investigações em andamento correm o risco de fazer a operação desta quarta-feira parecer café pequeno, mas muito pequeno mesmo.

 

TRANSPARÊNCIA

 

Durante entrevista ontem, o governador Marcos Rocha disse que todas as compras governamentais estão sendo fiscalizados e que ele não vai admitir desvios. Rocha informou que foi aberto um procedimento interno para ajudar a PF nas investigações.

 

MAIS TRANSPARÊNCIA

 

Em seus lampejos de deslumbre, muito comuns por sinal, o Secretário Estadual de Saúde disse que Rondônia é exemplo para o país em transparência. Duas coisas: primeiro que ser honesto deve ser regra para todo mundo, e segundo não me parece muito comum à PF e a CGU baterem na porta de quem faz a coisa certa.

 

MUDOU

 

O prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB), atendeu pedido de empresários e revogou o decreto que antecipava o feriado de 2 de outubro, dedicado ao aniversário do Município, para amanhã.

 

PLANTÃO

 

As unidades de saúde de porto velho e distritos estarão abertas nesta quinta e sexta-feira exclusivamente para realizar testes rápidos para detecção de coronavírus.

 

REPOSIÇÃO

 

A Sesau repassou mais 9 mil testes que foram distribuídos entre as unidades, que vão funcionar das 8 às 18 horas ou enquanto durarem os estoques de testes.

 

EXCLUSIVO

 

A Semusa informou que não haverá nenhum outro atendimento nas unidades, pois os profissionais estarão todos voltados para a força-tarefa da testagem.

 

POSITIVO

 

Quem testa positivo passa por consulta médica e já inicia o tratamento imediatamente. O atendimento para vacinas estará suspenso hoje e amanhã para não expor grávidas e crianças ao risco de coronavírus.

 

PM

 

Nesta quinta-feira, às 19h, o ex-governador Daniel Pereira promove um debate em sua página no Facebook sobre o papel da Polícia Militar na Segurança Pública. Vão participar Elias Miller Silva, Presidente da Associação de Oficiais da Policia Militar de São Paulo, o coronel Marlon Jorge Teza, Presidente Nacional das Entidades de Oficiais Militares Estaduais, e o coronel Mauro Ronaldo Flores, ex-comandante da PM/RO.

 

CONJUNTURA

 

Entre os temas a serem abordados estará a relação Governo de Rondônia e Polícia Militar, que tem sido notícia nos últimos dias por conta de ações governamentais consideradas equivocadas pela corporação no Estado. Quem quiser acompanhar o debate este é o link:https://www.facebook.com/DanielPereiraRondonia/

 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS