LITERATURA: Livro ‘Florestas e rios: a encantaria amazônica’, que aborda extrativista, é lançado

A direção, pesquisa e organização da obra são da professora, pesquisadora e movimentadora cultural Eva da Silva Alves

 LITERATURA: Livro ‘Florestas e rios: a encantaria amazônica’, que aborda extrativista, é lançado

Foto: Divulgação

O livro ‘‘Florestas e rios: a encantaria amazônica’’ foi lançado no último dia 2/5 de forma online no canal Coletivo Vozes e EnCantos Amazônicosno youtube. O livro apresenta narrativas que perpassam as identidades amazônicas, tendo como personagens os sujeitos amazônicos e sua relação com as florestas e rios.

 

As histórias narradas no livro fazem parte de pesquisas realizadas em reservas extrativistas de Guajará-Mirim, em Rondônia, cujo objetivo é chamar atenção da população para realidade cultural dos sujeitos extrativistas ribeirinhos da Amazônia, valorizando suas vivências, suas práticas e suas crenças.

 

Segundo a executora do projeto, Eva Alves, ‘‘a obra é construída a partir de um texto de linguagem mista para possibilitar a leitura por partes daqueles que não tiveram acesso ao letramento. Além disso, as imagens despertam o imaginário cultural amazônico’’.

 

A direção, pesquisa e organização da obra são da professora, pesquisadora e movimentadora cultural Eva da Silva Alves e contou com a participação da professora doutora Auxiliadora dos Santos Pinto, da Universidade Federal de Rondônia – Campus Guajará-Mirim e do pesquisador José Maiko Farias Amim; além do artista rondoniense Bruno Cruz, que assina as ilustrações.

 

Lei Aldir Blanc

 

Este Projeto foi fomentado pela Funcultural da Prefeitura do Município de Porto Velho, através do Edital de Chamada Pública de apoio ao Setor Cultural - Aluízio Batista Guedes Nº006/2020, com Recursos Provenientes da Lei Aldir Blanc N.º 14.017, de 29 de junho de 2020.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS