BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

DOENÇA GRAVE: Morre a maestrina Naomi Munakata de complicações da covid-19

Japonesa radicada em São Paulo desde os 2 anos, a maestrina dirigiu importantes coros de orquestras brasileiras

correio braziliense

26 de Março de 2020 às 16:39

Foto: Divulgação

A maestrina Naomi Munakata, uma das mais importantes regentes brasileiras, morreu, nesta quinta-feira (26/3), aos 64 anos, em decorrência da Covid-19. Ela estava internada desde 16 de março no hospital Oswaldo Cruz, em São Paulo. No dia 19, recebeu resultado positivo para o novo coronavírus. Depois disso, apresentou melhora no quadro clínico, mas piorou de repente na noite de quarta-feira (25), sofrendo um choque séptico que a matou por volta das 12h.

 

A regente nasceu em Hiroshima, no Japão, em 31 de maio de 1955, e veio para o Brasil aos 2 anos de idade, com a família. Aos 7, começou a cantar no coral dirigido pelo pai, Motoi Munakata. Formou-se em composição e regência na Faculdade de Música do Instituto Musical de São Paulo e continuou os estudos na Universidade de Tóquio.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS