ESTREIA EM SETEMBRO: Marcos Mion é contratado pela Globo para substituir Luciano Huck aos sábados

O namoro da Globo com Mion começou no início do ano, logo após ele ser demitido da Record

ESTREIA EM SETEMBRO: Marcos Mion é contratado pela Globo para substituir Luciano Huck aos sábados

Foto: Divulgação

Três meses após ser anunciado como novo integrante do elenco da Netflix, Marcos Mion foi contratado pela Globo nesta sexta-feira (6). Ele assumirá o Caldeirão a partir de 4 de setembro, no lugar de Luciano Huck --que estreará no dia seguinte à frente do Domingão.
 
O namoro da Globo com Mion começou no início do ano, logo após ele ser demitido da Record. Ele era o favorito de J.B. Oliveira, o Boninho, para assumir o No Limite 5. Mas como ele ainda estava em cumprimento de aviso prévio com a emissora de Edir Macedo, acabou perdendo a vaga para Andre Marques.
 
Em abril, o ex-apresentador de A Fazenda foi contratado pela Netflix, onde apresentaria reality shows e desenvolveria documentários. E o contrato com a gigante do streaming se tornou uma dor de cabeça para Mion, que precisará pedir demissão antes mesmo de iniciar suas atividades na plataforma. 
 
A informação da contratação de Mion pela Globo foi publicada em primeira mão pelo jornalista Flávio Ricco, do R7, e confirmada pelo Notícias da TV. Profissionais das áreas artística, de programação e comercial começaram a trabalhar na tarde desta sexta como nome de Mion para o Caldeirão.
 
A Globo tem pressa porque falta muito pouco tempo para colocar um programa praticamente novo no ar, já que as principais atrações do Caldeirão, como os quadros Quem Quer Ser Milionário? e The Wall, vão para o Domingão.
 
Globo e assessoria de Marcos Mion ainda não se manifestaram. Um comunicado oficial é aguardado para as próximas horas.
 
Correndo contra o tempo
 
A Globo bateu o martelo há duas semanas sobre a estreia de Luciano Huck à frente do Domingão, marcada para 5 de setembro. Em comunicado, a emissora havia informado que um novo apresentador assumiria o Caldeirão em caráter esporádico, até o fim do ano.
 
Mas em uma nova reavaliação sobre sua grade de sábado, a emissora notou que haveria um grande desfalque, já que o Se Joga será descontinuado, e o Caldeirão teria um "tapa-buraco" no comando até a definição do novo titular. O impacto comercial poderia ser significativo e a estratégia foi alterada.
 
Como Marcos Mion retornou ao Brasil após uma temporada nos Estados Unidos, a Globo voltou a procurá-lo por não ter encontrado em seu casting um nome forte e capaz de manter a tônica descontraída do programa comandado por Huck há 21 anos.
 
Nesta sexta-feira, Mion passou boa parte da manhã e da tarde gravando novos vídeos comerciais para uma operadora de telefonia móvel. Na próxima segunda-feira (9), ele participaria ao vivo do Papo de Segunda, do GNT. Mas a Globo optou por fazer sua "estreia" no Lady Night, de Tatá Werneck. A gravação está marcada para a próxima semana.
 
Recontratado após 22 anos
 
Marcos Mion à frente do Caldeirão marca seu retorno à emissora em que fez sua estreia na TV, há 22 anos. Ele integrou o elenco da primeira temporada do seriado Sandy & Junior, em 1999, interpretando Max Müller.
 
No ano seguinte estreou como VJ na MTV. Seu comportamento anárquico chamou a atenção da Band, que o contratou dois anos depois. Em 2004 ele retornou ao canal musical, e dois anos mais tardes passou a fazer participações em novelas e séries da Record.
 
Em 2010, a emissora de Edir Macedo o efetivou em seu casting, e o colocou para comandar o Legendários (2010-2017). Mas foi à frente de A Fazenda que ele conseguiu chamar a atenção da concorrência, sobretudo da Globo, que por diversas vezes foi derrotada por ele no comando do reality show.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

M de F Moreira

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS