'DOCE 22': Luísa Sonza lança álbum após ataques nas redes sociais

Produzido há 14 meses, o álbum chega às plataformas digitais

'DOCE 22': Luísa Sonza lança álbum após ataques nas redes sociais

Foto: Divulgação

 

Amor (e a sensação de não ser amada), sexo, alegrias e tristezas. Luísa Sonza apresentou aos fãs, no último domingo (18), dia do seu aniversário de 23 anos, o seu novo álbum, “DOCE 22”, que conta histórias do ano intenso e conturbado vivido pela cantora.
 
 
Produzido há 14 meses, o álbum chega às plataformas digitais após Luísa Sonza voltar de um hiato de quase um mês longe da mídia por ter recebido diversos ataques nas redes sociais. Em entrevista coletiva na quinta-feira (15), a cantora explicou que não conseguiu superar todos os ataques recebidos, mas que precisava cumprir contratos.
 
“Estou lidando com minha depressão, pânico e ansiedade (...) Estou péssima ainda. Não pude me recuperar, não consegui lidar, mas uma hora eu precisava continuar. Tenho um monte de contrato a cumprir, meus fãs, várias pessoas que dependem de mim, uma equipe para sustentar. Estou aqui, mas em um processo que não começou. A pausa foi uma fuga e, quando voltei, tudo estava do mesmo jeito. Minha cabeça e o trabalho acumulado. Foi importante, mas não foi suficiente. Não sei como vou lidar com tudo isso”, iniciou Luísa Sonza.
 
Em um projeto com lado A, mais dançante e pop, onde os títulos aparecem em letras maiúsculas, e lado B, mostrando seu lado mais vulnerável, ressaltado nos títulos redigidos com letras em minúsculo, a cantora natural de Tuparendi, no Rio Grande do Sul, apresenta a “Luísa Gerloff Sonza” sem filtro mesmo diante das inseguranças que te cercam.
 
"As pessoas prestam muita atenção na minha vida e podem interpretar de uma outra forma. Tenho muito medo de levar paulada mais uma vez, de ser julgada. Estou com medo até de andar na rua. Não sei se é exagero. Espero que sim.  É uma forma de ter a Luísa mais sincera com ela mesma. Estou morrendo de medo, mas vou me permitir", disse Sonza.
 
Apesar de se mostrar mais vulnerável no lado B do álbum, o lado A traz a faixa “INTERE$$EIRA”, que aborda o hate sofrido por Luísa ao anunciar o término do seu relacionamento com o humorista Whindersson Nunes. “Não queria entrar com essa carga nos 23 anos, no meu novo ciclo. Sou eu em todas as coisas que senti. Não estou muito doida. Foi o ano mais incrível e, ao mesmo tempo, o pior (...) Vejo vulnerabilidade em todo álbum. ‘INTERE$$EIRA’ é do lado A e me vejo muito vulnerável e viro a chave no meio da música”, explica Luisa Sonza.
 
Tentando ser direta nas palavras, Luísa revelou que o álbum tem referências no sertanejo, pop, blues e até na música nativista gaúcha. Para ela, Britney Spears e Christina Aguilera são inspirações. Na faixa “2000 S2”, Luísa fez um ensaio fotográfico em homenagem à Britney, que revelou abusos sofridos e busca o fim da tutela do pai. Sonza comentou o caso e disse que se identifica com a diva internacional.
 
“Fiz as fotos antes de estourar isso com a Britney. O álbum era pra ser lançado há um mês. Estou usando peruca há muito tempo. O que a mídia fez com ela eu não sei como ela aguentou. Mas sempre me identifiquei com a Britney e a história dela. As pessoas falavam que o que eu estava passando parecia com o que ela tinha passado. Ela me deu muita força para passar por tudo isso e eu dou toda a força, energeticamente falando, para ela. Me identifico com a dor e me compadeço. Britney é uma inspiração na música também e estou fazendo uma homenagem a ela e outras cantoras do pop”, confessou Luísa Sonza.
 
O segundo álbum da carreira de quatro anos de Luísa é um projeto autoral, onde a artista também assina produção musical, roteiro, direção criativa e codireção dos clipes. Neste domingo (18), às 23h55, Luísa vai lançar os dois primeiros registros audiovisuais em seu canal no YouTube: “VIP *-*” e “Melhor Sozinha :-)-:”. 
O novo projeto conta com participações de Anitta, Ludmilla, Pabllo Vittar, Lulu Santos, Jão, 6LACK e Mariah Angeliq, além do seu namorado Vitão em um clipe.
 
Apesar de estarem indicadas na tracklist de “DOCE 22”, as parcerias com Ludmilla, Jão e 6LACK não estarão disponíveis neste primeiro momento. Com contribuições internacionais no álbum, Sonza não descartou o início de uma carreira internacional. “Quem sabe? Todos os artistas brasileiros têm um potencial muito grande a ser explorado. Acho que a gente é muito mais do que todo esse povo que a gente paga pau. A gente com pouco dinheiro já faz tudo o que faz. Olha a Anitta, Pabllo Vittar, Lexa, Pocah. Fico feliz de começar a levar o nome para fora”, completou Luísa Sonza.
Direito ao esquecimento

Qual dos deputados federais de Rondônia, você considera mais atuante no Congresso Nacional?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública.

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS