BLITZ: Exército faz 'monitoramento' de veículos na ponte Rio-Niterói

Publicações nas redes sociais registram mobilização em cima da ponte que liga a capital fluminense à cidade metropolitana neste domingo

BLITZ: Exército faz 'monitoramento' de veículos na ponte Rio-Niterói

Foto: Divulgação

 

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) justificou a presença de militares do Exército em cima da ponte Rio-Niterói, neste domingo (30/10), data do segundo turno das eleições de 2022. A movimentação chamou a atenção de eleitores que transitam no local, e foi registrada em vídeos divulgados nas redes sociais.
 
“O que está acontecendo é que no final da ponte, onde fica a nossa base, eles estão apenas verificando os veículos que estão passando. Pelos vídeos você pode ver que não tem nenhuma abordagem, mas o Exército está fazendo o monitoramento de veículos e a quantidade de pessoas que estão passando”, informou a assessoria de comunicação da PRF ao Metrópoles.
 
 
De acordo com as imagens, a movimentação não interrompeu o trânsito, contudo, militares armados com fuzis, carros da PRF e outros agentes estão posicionados no acostamento da ponte. As pistas estão bem engarrafadas no sentido Niterói, em um movimento atípico para um domingo.
 
Denúncias de que mobilizações da PRF estão sendo registradas em estados do Nordeste. Por conta das suspeitas, o presidente do TSE, Alexandre de Moraes, pediu esclarecimentos imediatos à direção da corporação.
 
Veja o vídeo:
 
 
 
 
Após pipocarem denúncias de eleitores de que operações e blitze da Polícia Rodoviária Federal (PRF) estão dificultando o deslocamento de eleitores, sobretudo no Nordeste, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, cobrou explicações da entidade neste domingo (30/10).
 
Moraes determinou que o diretor-geral da PRF, Silvinei Vasques, seja oficiado “com urgência” a “informar imediatamente sobre as razões pelas quais [estão sendo] realizadas operações policiais”.
 
Atendendo a pedido do deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP), o ministro Alexandre de Moraes já havia proibido que a PRF e a Polícia Federal (PF) fizessem operações envolvendo transporte público de eleitores neste domingo. Caso a decisão não seja obedecida, pode haver responsabilização criminal dos diretores-gerais das corporações.
 
Denúncias
 
Por meio de vídeos, divulgados nas redes sociais, pessoas denunciam mobilização da PRF que pode dificultar o voto neste domingo. Entre eles, o prefeito de Cuité (PB), Charles Camaraense (Cidadania). De acordo com ele, agentes da corporação estão na entrada da cidade para impedir que a população vote.
 
Direito ao esquecimento

Qual você acha que será o resultado do jogo entre Brasil e Suíça nesta segunda-feira (28)?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS