CADEIA: Após mais de 8 horas, Roberto Jefferson se entrega à polícia

O ministro Alexandre de Moraes chegou a expedir um novo mandado de detenção autorizando a PF a efetivar a detenção

CADEIA: Após mais de 8 horas, Roberto Jefferson se entrega à polícia

Foto: Divulgação

A Polícia Federal (PF) informou que o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB) se entregou agora a pouco após resistir à prisão determinada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O ministro Alexandre de Moraes chegou a expedir um novo mandado de detenção autorizando a PF a efetivar a detenção "independentemente do horário". Os agentes tentavam prender o petebista há mais de 8 horas.

 

Jefferson está sendo levado para a sede da Polícia Federal do Rio e deve passar a cumprir pena em regime fechado. Agentes da PF, da Polícia Militar e do Batalhão de Operações Especiais (Bope) ficaram aguardando do lado de fora da casa durante a tarde, para cumprir mandado de prisão expedido pelo STF.

 

Na manhã deste domingo (23/10), o ministro revogou a prisão domiciliar de Jefferson, após “notórios e públicos descumprimentos” de decisões judiciais. O ex-deputado, então, trocou tiros com a polícia ao resistir o cumprimento da ordem. Dois agentes ficaram feridos com estilhaços e há suspeitas de que o político teria atirado, inclusive, uma granada. O delegado Marcelo Vilella, que teria sido atingido na cabeça e na perna, e a policial Karina Lino Miranda de Oliveira, de 31 anos, ferida na cabeça. Os dois foram atendidos em um hospital da região e já tiveram alta.

 

Na última sexta-feira (21/10), o ex-deputado gravou um vídeo atacando a ministra Cármen Lúcia, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e, além de diversos xingamentos, chegou a comparar a magistrada a uma “prostituta”.

 

Após a prisão, Alexandre de Moraes comentou o desfecho, via redes sociais. O ministro parabenizou as equipes envolvidas e repudiou o atentado aos policiais. “Parabéns pelo competente e profissional trabalho da Polícia Federal, orgulho de todos nós brasileiros e brasileiras. Inadmissível qualquer agressão contra os policiais. Me solidarizo com a agente Karina Oliveira e com o delegado Marcelo Vilella que foram, covardemente, feridos”, escreveu.

Direito ao esquecimento

Qual você acha que será o resultado do jogo entre Brasil e Suíça nesta segunda-feira (28)?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS