BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

SUSPEITA: Radiação de celulares pode ser causa de dramática diminuição de insetos

O fator tecnológico se soma aos pesticidas e à perda do meio selvagem como fatores que provocam a morte destes pequenos animais.

SPUTNIK NEWS

18 de Setembro de 2020 às 09:04

Foto: Divulgação

 

SPUTNIK NEWS - Uma equipe de cientistas aponta a radiação eletromagnética dos telefones móveis e as redes WiFi como uma das causas da diminuição das populações de insetos. As conclusões foram resultado da análise de vários estudos que demonstraram o impacto negativo em abelhas, vespas e moscas.

 
Os especialistas da União para a Conservação da Natureza e Biodiversidade (NABU, na sigla em inglês) da Alemanha e outras duas ONGs analisaram 83 pesquisas consideradas cientificamente relevantes, das quais 72 advertiram sobre as consequências da radiação no mundo dos insetos.
 
"O tema é incômodo para muitos de nós porque interfere em nossos hábitos diários e existem poderosos interesses econômicos por trás da tecnologia de comunicação móvel", comentou à AFP o diretor da NABU no estado de Baden-Wuerttemberg, Johannes Enssle, em texto citado pelo Phys.org.
Entre os efeitos encontrados, os especialistas detalharam uma capacidade reduzida de movimentação dos animais devido à alteração dos campos magnéticos, assim como danos no material genético e em larvas.
 
Abelha
 
Além disso, explicam que a radiação dos celulares e rede WiFi abre canais de cálcio em certas células, provocando a absorção de mais íons deste elemento químico, alterando os ritmos circadianos e o sistema imunológico dos insetos.
 
"O estudo mostra que devemos manter os olhos abertos em todas as direções quando analisamos as causas da dramática diminuição das populações de insetos", agregou Enssle.
 
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS