BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

TRISTEZA: Mãe mata filha de 46 dias de idade asfixiada com travesseiro

Agentes da 24ª Delegacia de Polícia (Setor O, em Ceilândia) investigam o caso

correio braziliense

05 de Março de 2020 às 16:47

Foto: Divulgação

Uma mãe é suspeita de matar a própria filha recém-nascida, em Ceilândia. Agentes da 24° Delegacia de Polícia (Ceilândia), que estavam de plantão na madrugada desta terça-feira (3/3), receberam o comunidado da equipe do Serviço de Atendimento Móvel (Samu) acerca da morte da bebê. A autora confessou o crime alegando ter passado por uma gravidez indesejada.

 

Segundo investigações, a criança tinha 46 dias de nascido. Ao chegar na casa da mulher, policiais se depararam com o corpo da bebê estirado sobre um colchão.

 

Durante o interrogatório, a mãe alegou que amamentava a criança e, em seguida, a colocou para dormir. A mulher disse ainda que, ao acordar, notou que a filha não respirava e não respondia aos estímulos, então acionou o Samu. 

 

Contudo, uma testemunha informou ao agentes que a mãe teria confessado ter matado a própria filha asfixiada com uma fralda e que teria comprado passagens ao Nordeste na intenção de fugir. 

 

Ao ser novamente interrogada, a autora, no entanto, mudou a versão e confessou que matou a bebê sufocada com um travesseiro. Disse ainda que a gravidez teria sido indesejada. 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS