RECADASTRAMENTO: Beneficiados pela Tarifa Rural de energia devem atualizar cadastro

Mais de um terço dos clientes da Energisa em Rondônia são beneficiados com desconto em tarifas

RECADASTRAMENTO: Beneficiados pela Tarifa Rural de energia devem atualizar cadastro

Foto: Divulgação

Produtores rurais de Rondônia que possuem cadastro na Tarifa Rural de energia elétrica devem atualizar o cadastro na Energisa para manter o benefício. O desconto varia de 10% a 40% dependendo do tipo de atividade.
 
Desde julho, a concessionária está informando o cliente inscrito no programa do Governo Federal através da conta de luz, mas apenas cerca de 3% dos cerca de 125 mil clientes inscritos no programa procuraram a distribuidora. 
 
Sabino Maia, gerente de serviços comerciais da distribuidora, alerta para que o cliente não deixe para última hora para fazer o recadastramento. “É necessário apresentar algumas documentações para comprovar a atividade rural que devem ser requisitados às entidades de classe”, explicou ao lembrar que apenas aqueles que foram convocados devem procurar a concessionária até o final de novembro.
 
A Tarifa Rural é um dos principais programas sociais do setor elétrico, ao lado da Tarifa Social de Energia Elétrica e do Programa Luz para Todos.
 
Têm direito ao benefício clientes que exerçam atividades como agropecuária rural ou urbana, residencial rural, cooperativa de eletrificação rural, agroindustrial, aquicultura e irrigação, serviço público de irrigação rural e escola agrotécnica.
 
O recadastramento está disponível através do Whatsapp GISA (69 9 9358-9673) - opção nº 16 –de forma prática, segura e com poucos cliques. “O sistema vai orientando passo a passo como fazer, enviar as fotos dos documentos e concluir a atualização. Dessa forma, o cliente não precisa se deslocar até a área urbana”, disse ao lembrar que quem não fizer dentro do prazo definido perderá automaticamente o desconto.
 
A lista de documentos está disponível no site www.energisa.com.br e as dúvidas podem ser esclarecidas pelo telefone 0800 647 0120.
 
 
Transformação no Campo
 
 
De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o agronegócio representa 21% do Produto Interno Bruto (PIB) de Rondônia, movimentando cerca de R$ 45 bilhões por ano.
 
Quando chegou ao estado, há quase três anos, a Energisa identificou gargalos no sistema elétrico em cidades que tem sua economia voltada para o agronegócio. Por isso, desenvolveu um amplo projeto de transformação para abranger também o campo.
 
Para isso, construiu sete novas subestações e 343 km de linhas de alta tensão de Presidente Médici à Costa Marques, para ampliar a capacidade energética. “O pequeno e grande produtor agora podem ter a confiança de investir e ampliar seus negócios, porque tem energia para tocar seu maquinário”, afirmou o direto técnico da Energisa em Rondônia, Fabrício Medeiros. 
 
Nova Mamoré, Nova Dimensão e Jaru também receberam novas subestações, ampliação e modernização da rede de distribuição. “Moradores e empresários dos municípios em que as obras já foram concluídas relatam a melhora expressiva, destacando a transformação que estão vivendo. O pacote de investimentos da Energisa prevê contempla não apenas quem vive na cidade, mas também aqueles que estão no campo”, afirma o Medeiros ao lembrar que os depoimentos estão disponíveis no canal da empresa no Youtube.
 
O pacote de investimentos nesses três anos é de R$ 1,7 bilhões no estado, o maior do Grupo Energisa no país, e que até o final do ano vai entregar 22 subestações, entre novas e ampliadas, para integrar a região ao Sistema Interligado Nacional.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS