PEIXE SAUDÁVEL: Programa atende piscicultores do Cone Sul com laboratório móvel

O laboratório móvel estará visitando propriedades na região do Conel Sul para realização de demonstração de métodos de coleta e análise de água

PEIXE SAUDÁVEL: Programa atende piscicultores do Cone Sul com laboratório móvel

Foto: Divulgação

Buscando fortalecer ações voltadas à piscicultura, o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), vem dando continuidade ao programa “Peixe Saudável”, levando para o Cone Sul o laboratório móvel para auxiliar na manutenção de qualidade sanitária dos animais, seguindo as exigências da Instrução Normativa nº 04 MPA/2015, que institui o Programa Nacional de Sanidade de Animais Aquáticos de Cultivo (Aquicultura com Sanidade).
 
O objetivo do Programa é ofertar um atendimento particularizado ao piscicultor da Agricultura Familiar, com orientações e análises de água e peixes, mediante adoção de boas práticas de manejo, além de fomentar a cadeia produtiva da piscicultura em todo o Estado, levando aos consumidores um peixe saudável e com boa qualidade sanitária.
 
A gerente de desenvolvimento da aquicultura e pesca da Seagri, Mirtes de Lima Pinheiro, está visitando o Cone Sul do Estado e, juntamente com três laboratórios móveis, vai atender as demandas de capacitação técnica realizando a demonstração do método de coleta e análise de água, além de necropsia e explanação sobre Boas Práticas de Manejo (BPM) aos técnicos e piscicultores do município de Vilhena e Colorado do Oeste.
 
“O Programa foi desenvolvido para atender os produtores da Agricultura Familiar. Os laboratórios móveis, além de trazer um incentivo que pode melhorar a produtividade, diminuem os custos das análises de água e do licenciamento ambiental das atividades na piscicultura”, disse Mirtes.
 
Em visita ao escritório da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Mirtes esteve com o gerente local, Lauro Vilas Boas, e com o gerente regional, Cleverson Oliveira, discutindo sobre os serviços ofertados pelos laboratórios e as BPM que vem sendo aplicadas na piscicultura.
 
Após o treinamento, os técnicos da Emater estarão orientando os produtores sobre a origem e alimentação segura de alevinos, condução, manejo e vazio sanitário, abordando também sobre a despesca e acondicionamento para garantir a segurança de um alimento saudável até a mesa do consumidor. “Quando o laboratório chegar estaremos realizando as análises de água para emissão de licenças ambientais. Hoje, quando os produtores necessitam desses serviços pagam para uma empresa privada e é necessário aguardar alguns dias para obter os resultados. Com a chegada do laboratório móvel, o produtor terá esse trabalho de forma gratuita e rápida”, disse.
 
O gerente local também destaca que, com a análise das pisciculturas, é ofertado um bem estar aos peixes, proporcionando melhor desenvolvimento, baixando o custo de produção e tendo melhor conversão alimentar digerida. “Se o produtor tem uma boa qualidade de água, ele tem uma boa sanidade, prevenindo doenças nos animais”.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS