AGRICULTURA FAMILIAR: Mais de 500 mil mudas de cacau são doadas para produtores rurais de Rondônia

Com a nova parceria entre o Centro de Estudos Rioterra e a Ceplac devem ser plantadas outras 400 mil mudas nos próximos anos por meio do projeto Plantar

 AGRICULTURA FAMILIAR: Mais de  500 mil mudas de cacau são doadas para produtores rurais de Rondônia

Foto: Divulgação

O cacau é a principal matéria-prima de uma indústria que movimenta mais de R$ 319 bilhões de reais por ano no mundo e produz de alimentos a cosméticos. Em 2019, segundo a Associação dos Produtores de Cacau do Brasil, a produção brasileira não supriu a demanda interna e as indústrias tiveram que importar cerca de 56 mil toneladas da matéria-prima.

 

É neste cenário promissor, que o Centro de Estudos Rioterra e a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (CEPLAC/RO) assinaram novo termo de apoio à cadeia produtiva de cacau no Estado.

 

Desde 2015, mais de meio milhão de mudas de cacau já foram doadas pelo Centro de Estudos Rioterra para pequenos produtores rurais de Rondônia e a nova meta, com a renovação da parceria com a CEPLAC, é promover o plantio de mais 400 mil pés nos próximos anos através do Projeto Plantar, patrocinado pelo BNDES.

 

“Incentivamos o plantio em Sistemas Agroflorestais, o que promove não apenas o desenvolvimento econômico dos produtores rurais através da venda de suas safras, mas também a oportunidade de terem suas terras regularizadas e a recuperação de áreas com solo degradado, valorizando ainda mais a propriedade”, explicou Alexis Bastos, coordenador de Projetos do Centro de Estudos Rioterra.

 

“O trabalho da CEPLAC é apoiar a produção agrícola com foco no plantio de cacau e, através da parceria com a Rioterra, é possível ir além do desenvolvimento da agricultura, associando a produção ao manejo sustentável da propriedade”, comentou Caio Almeida, coordenador regional da CEPLAC/RO. 

 

Autor: @malucalixto

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS