BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

CAFÉ: Iniciativa traz aportes de tecnologia e processos para cafeicultura rondoniense

Atividades do Projeto Cafeicultura de Rondônia em maior abrangência

ASSESSORIA SEBRAE

10 de Janeiro de 2020 às 11:27

Foto: Divulgação

O projeto Cafeicultura de Rondônia, desenvolvido pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Rondônia (Sebrae) desde 2016, tem por objetivo apoiar o desenvolvimento da cafeicultura rondoniense na melhoria de qualidade, produtividade e gestão da atividade cafeeira, visando a elevação da margem de ganhos na comercialização e sustentabilidade dos empreendimentos rurais. É uma iniciativa que atende 300 (trezentos) micro e pequenos produtores de café no estado, com propriedades e plantações localizadas nos municípios de Cacoal, Ministro Andreazza, Alvorada D’ Oeste, Alto Alegre dos Parecis, Nova Brasilândia do Oeste, São Miguel do Guaporé e Alta Floresta do Oeste.

 

A diretoria técnica do Sebrae (Ditec) converge o foco estratégico das atividades na sustentabilidade ambiental nestas propriedades, na melhoria da qualidade física e sensorial do café, no aprimoramento da gestão da propriedade, no fortalecimento e promoção da marca do Café de Rondônia. A Ditec dedica especial atenção ao processo de verificação do grau de alcance dos resultados para conhecer a evolução dos indicadores de resultados previamente pactuados entre as partes interessadas do projeto.

 

 

 

 

 

Para Samuel Almeida, diretor técnico do Sebrae em Rondônia “O mercado do café de qualidade aprimorada vem crescendo com o apoio do projeto Cafeicultura de Rondônia, que demonstra e oferece agilidade no atendimento aos produtores que integram esse complexo conjunto de atividades do agronegócio em Rondônia”. O diretor tem participado de forma interativa com as atividades do projeto, desde os dias de campo junto com os parceiros até a participação na Semana Internacional do Café 2019, na Expominas em Belo Horizonte. Samuel esteve no evento que ao final classificou em quinto lugar o produtor Wilson Suruí de Cacoal e em segundo lugar o jovem cafeicultor Dione Bento de uma família tradicionalmente campeã do plantio de café Ca nephora também de Cacoal.

 

Essas atividades contam com o suporte dos convênios nº 017/2017/PGE 2017 e nº 120/2016 PGE 2016, do Governo do Estado de Rondônia. E para melhorar o atendimento ao público alvo, o diretor Samuel consultando as pesquisas realizadas pela unidade de gestão estratégica o Sebrae em Rondônia, pretende que no exercício de 2020, o projeto realize mais dias de campo para melhorar o conhecimento dos produtores, ofereça maiores informações e critérios sobre pragas e doenças, com maior suporte com profissionais que tragam novos aportes de tecnologia e processos.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS