Parasitas da sociedade - Por Valdemir Caldas

Confira a coluna de Valdemir Caldas

A classe politica brasileira – especial a de Rondônia - com as devidas exceções, parece que firmou entre si um pacto de irresponsabilidade para se mostrar surda a todos os sinais de alarme que partem da sociedade, contra o atual estado de coisas deploráveis que temos.

Muitos não conseguem se desvencilhar da retórica oca e fofa, mostrando que não estão nem ai para as reais necessidades da população. O que se vê é o apetite cada vez mais voraz por verbas públicas, enquanto a população vegeta na mais abjeta inanição. Verdadeiramente, o que vale para essa gente, como se tem visto, aqui e acolá, são os rasteiros privilégios pessoais, e não os legítimos interesses da população, somente reconhecida e exaltada durante os períodos eleitorais.

Graças a Deus podemos contar com a vigilância indômita de órgãos como as Policias Federal e Civil, os Ministérios Públicos Federal e Estadual e o Tribunal de Contas de Rondônia. Geralmente, quando eles saem à caça, dificilmente retornam de mãos vazias. O bote é certeiro, para desespero dos predadores do erário e a satisfação daqueles que - como eu - ainda acreditam na força e na credibilidade de nossas instituições.

Vivemos um momento extremante difícil de nossa história, mas nem todos se deram conta da crise pela qual passamos ou fingem não perceber. Insensíveis aos clamores do povo, a maioria dos nossos representantes não está nem ai para o sofrimento alheio, preferido, no seu egocentrismo delirante, viver de futricas e arranjos espúrios, em vez de agir como legítimos intermediários entre a sociedade e o Estado, com vistas à efetivação do bem comum e a satisfação das necessidades coletivas. Nem mesmo num momento como esse que o mundo atravessa, varrido por uma pandemia, faz essa gente se sensibilizar com as agruras do próximo, evidenciando que tem uma pedra no lugar do coração.   

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

FP Baby LTDA

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS