PLANO DE TURISMO: Rondônia pode entrar no circuito dos melhores destinos turísticos do país

A meta é desenvolver planejamento, estabelecer diretrizes e orientações para que de fato o turismo possa ser consolidado como veia econômica

PLANO DE TURISMO: Rondônia pode entrar no circuito dos melhores destinos turísticos do país

Foto: Divulgação

 

O Governo de Rondônia, por meio da Superintendência Estadual de Turismo (Setur), conquistou durante a reunião do Conselho de Desenvolvimento do Estado de Rondônia (Conder), a aprovação do “plano estadual de turismo”, o qual está integrado ao Planejamento Estratégico do Estado. A meta é desenvolver planejamento, estabelecer diretrizes e orientações para que de fato o turismo possa ser consolidado como veia econômica em Rondônia.
 
Os trabalhos para aprovação do plano iniciaram em 2019 e o próximo passo do projeto é a contratação de uma empresa para prestar assessoria durante a execução das atividades relacionadas ao programa. Essa empresa irá auxiliar, ainda, no levantamento de pontos atrativos que podem ser inseridos na rota turística.
 
De acordo com o coordenador de ações turísticas da Setur, Willian Souza do Carmo, a criação do plano estadual de turismo é um marco histórico e pioneiro para Rondônia. Uma estratégia diferenciada jamais vista em gestões anteriores. “Antigamente não era desenvolvido um trabalho no turismo no sentido de planejamento, traçando metas, diretrizes e orientações para que de fato o turismo em Rondônia pudesse acontecer”, explica.
 
 
O coordenador conta que parte dos recursos destinados para investimento de consolidação do plano vem do fundo de investimento e desenvolvimento do Estado de Rondônia (Fider), coordenado pela Superintendência Estadual de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi) juntamente com o Conder.
 
De acordo com o superintendente da Setur, Gilvan Pereira, para a consolidação da mudança de cenário no segmento, será necessária a elaboração da lei estadual do turismo, a qual deve ser referendada pela Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia (ALE).
 
O superintendente explica que toda essa movimentação é rotina no Governo Federal e em vários estados. Segundo ele, Rondônia, até então, nunca teve um plano estadual de turismo e que apenas três estados da federação não tinham esse material, e Rondônia era um deles.
 
Gilvan comenta que esse plano estadual de turismo estabelece as diretrizes necessárias para a consolidação do setor, de modo que gere uma economia consistente e em alta escala. “O plano dispõe de elementos que visam o aumento da geração de renda, criação de postos de trabalho e atração de investidores”, explica.
 
O superintendente pontua ainda que esta primeira etapa do plano estabelece um período de quatro anos de atividades, com o objetivo de fazer com que Rondônia entre no circuito de destinos turísticos de forma competitiva. “Porém, para que isso aconteça é necessário que o Estado esteja preparado, planejando essa estrutura”, finalizou.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

FP Baby LTDA

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS