BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

SUPORTE: ONU diz que aviação precisa de ajuda para auxiliar na recuperação mundial

O secretário António Guterres declarou que após lidarmos com a emergência de saúde, deveremos focar no impacto social e na reposta econômica

PANROTAS

23 de Março de 2020 às 16:10

Foto: Divulgação

O Conselho da ICAO (Agência de Aviação das Nações Unidas) pediu urgência a nações, organizações internacionais e instituições financeiras para considerarem a importância crítica da aviação civil na recuperação mundial depois da covid-19.



“Estamos enfrentando uma crise global de saúde como nunca vista nos 75 anos das Nações Unidas. O secretário António Guterres declarou que após lidarmos com a emergência de saúde, deveremos focar no impacto social e na reposta econômica e na recuperação, adicionando que a criatividade das respostas deve fazer par com a natureza única da crise”, disse o presidente do Conselho da ICAO, Salvatore Sciacchitano.


“Igualmente, os líderes do Grupo dos 7 reconheceu que a covid-19 apresenta grandes riscos para economia mundial e estão comprometidos a enfrentar o impacto econômica da pandemia”, continuou.



Essa resposta global, segundo ele, tem de considerar o papel do transporte aéreo internacional, como um facilitador mundial em épocas de crise, por meio do transporte de cargas, que apoia as cadeias de produção, o resgate de passageiros, e capacidades de resposta emergencial e humanitária.



O executivo destacou que “manter essas operações do sistema global de aviação, do ponto de vista financeiro e funcional, é uma questão urgente para estabelecer os caminhos em direção à recuperação em relação à crise causada pela covid-19”. “O transporte aéreo estimula as economias por meio de empregos, comércio e Turismo, e apoia as nações a atingir as metas da Agenda 2030 das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável”, explicou.



Sendo assim, ele pediu que os governos e as instituições financeiras examinem as melhores maneiras de apoiar os envolvidos nesse setor, como companhias aéreas, aeroportos, provedores de serviços de navegação aérea, fabricantes, sem prejuízo à competição justa e com transparência.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS