ÉTICA: Projeto de Ellis Regina proíbe homenagem a condenados da Justiça com nomes de logradouros

A matéria segue para sanção do Executivo Municipal para se transformar em lei municipal.

ÉTICA: Projeto de Ellis Regina proíbe homenagem a condenados da Justiça com nomes de logradouros

Foto: Divulgação

Em segunda votação, na sessão desta terça-feira 24.08, a Câmara Municipal aprovou o Projeto de Lei Complementar da vereadora Ellis Regina nº 3384/2019, que proíbe que pessoas condenadas pela Justiça sejam homenageadas com o nome de logradouros, obras, prédios, monumentos públicos, além de concessão de títulos e prêmios. 
 
Ao defender o projeto, a vereadora diz que seu objetivo é dar uma conotação mais ética, moral, digna e justa para esse tipo de homenagens, buscando garantir uma homenagem a quem possui reputação ilibada e que tenham contribuído com o seu trabalho para o crescimento da cidade, levando em conta o que regula o Direito e as normais fundamentais do cidadão. 
 
No projeto, a vereadora ressaltou que é preciso estabelecer critérios mais rígidos no momento da escolha, sejam essas homenagens, honrarias, títulos ou mesmo denominação de escolas, estradas, viadutos dentre outros, e que nações mais desenvolvidas já se utilizaram desse tipo de proibição para não premiar com o reconhecimento, pessoas que só fizeram mal à nação. 
 
“Na Alemanha, á houve ações semelhantes a este projeto que apresentei e que foram implementadas ao final da Segunda Guerra, onde milhares de pessoas foram mortas por um regime genocida. Lá não é permitida a homenagem ou referência a qualquer pessoa condenada por esses crimes de guerra. O exemplo é apenas ilustrativo, mas dá a ideia da importância do projeto”, avaliou a vereadora. 
 
A matéria segue para sanção do Executivo Municipal para se transformar em lei municipal.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS