BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ACESSO A PIMENTEIRAS: Ezequiel Neiva cobra do DER urgente recuperação do asfalto da 4ª Eixo

Parlamentar disse que a situação da rodovia é vergonhosa

ASSESSORIA

19 de Junho de 2020 às 14:49

Foto: Divulgação

O deputado Ezequiel Neiva (PTB) está indignado com as péssimas condições de um trecho da BR-435 (antiga RO-399 e também conhecida na região do Sul do Estado como 4ª Eixo), rodovia que interliga os municípios de Cerejeiras e Pimenteiras. O parlamentar cobrou do DER a urgente recuperação de um trecho de aproximadamente três quilômetros da rodovia, sendo no primeiro trecho asfaltado, do trevo sentido Pimenteiras.
 
O deputado afirmou que a situação é vergonhosa. Ezequiel Neiva disse que o DER está colocando em risco a vida dos motoristas, ciclistas e pedestres. Declarou ainda, que as péssimas condições da 4ª Eixo prejudica o escoamento da produção. “É inadmissível que um órgão com a grandeza do DER tenha deixado a rodovia de Pimenteiras em estado de calamidade. Isso é a “herança” que o ex-diretor do DER, coronel Erasmo Meireles deixou para o Sul do Estado”, destacou Ezequiel Neiva.
 
 
O parlamentar atentou que a região de Pimenteiras tem expandido a produção de grãos e que os produtores têm dificuldades para o escoamento da safra, causando a revolta dos empresários e motoristas. “Os caminhoneiros precisam desviar dos buracos e jogam as carretas para as margens da estrada, correndo riscos de acidentes. Há ainda o perigo de atropelar ciclistas que utilizam da rodovia constantemente, e também pedestres que fazem caminhadas, detalhou Ezequiel Neiva ao falar do descaso com a rodovia.
 
Ônibus escolares
 
O deputado mostrou preocupação com os estudantes. Devido à pandemia do Coronavírus não há aulas. Mas logo as aulas devem retornar a 4ª Eixo é uma das principais estradas por onde circulam dezenas de ônibus escolares. “Será que o DER vai permitir que as crianças sofram algum risco de morte nessa rodovia?”, questionou Neiva. 
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS